Money

A exchange FTX, bolsa de criptomoedas, faz um conchavo para comprar a BlockFi

03 Jul 2022 - 21h38 | Atulizado em 03 Jul 2022 - 21h38
A exchange FTX, bolsa de criptomoedas, faz um conchavo para comprar a BlockFi

A bolsa de criptomoedas, com sede em Nassau, nas Bahamas, fez um conchavo com a BlockFi, empresa que fornece serviços de crédito aos mercados que tem acesso limitado a produtos financeiros de baixa complexidade. Esse acordo da uma opção de compra à exchange de criptoativos a partir de um preço variante, podendo alcançar US$ 240 milhões (R$ 1,2 bilhão). O valor ganhou publicidade por meio de uma sequencia de tweets feito por Zac Prince, CEO da BlockFi, na sexta-feira passada, enquanto isso, o desmoronamento dos preços dos ativos digitais ainda causa preocupações no setor. 

O valor no momento da negociação tem relação com “gatilhos de desempenho”, disse o executivo. A FTX acrescerá mais US$ 400 milhões (R$ 2 bilhões) creditados à fornecedora de serviços financeiros, garantidos no fechamento do acordo, segundo Zac Prince.

A Consumer News and Business Channel (CNBC) comunicou no dia 30/6 (quinta) que a exchange conseguiria adquirir a BlockFi pelo valor de US$ 25 milhões ( R$ 132,8 milhões). Os valores negociados para as vendas ficaram abaixo das expectativas que avaliaram o preço em US$ 3 bilhões (R$ 15,9 bilhões) recebidos durante uma rodada de financiamento no valor de US$ 350 milhões (R$ 1,8 bilhão) em março.


A exchange FTX abre a carteira para comprar a BlockFi, empresa que fornece serviços financeiros. (Foto: Rerodução/TronWeekly).


Na última terça-feira (28/6) a FTX concedeu um crédito de US$ 250 milhões para a BlockFi. O colapso no mercado de criptoativos abalou com força as estruturas da BlockFi. É de conhecimento publico que a empresa se viu obrigada a eliminar 20% de seus colaboradores no começo de julho, com isso ela acabou entrando para a lista de companhias que fizeram cortes em seu quadro de funcionários. O bitcoin teve uma queda de quase 60% no período acumulado anual (US$ 19.580,000), só no mês de junho a baixa fase aproximou dos 35%.

A CNBC e a Bloomberg haviam dado publicidade na última quinta-feira que a exchange FTX fechava um compromisso para comprar a BlockFi. Seu fundador e CEO, Sam Bankman-Fried, possui uma fortuna avaliada em US$ 19,7 bilhões (R$ 104,6 bulhões), de acordo números calculados pela Forbes, Bankman-Fried é com 30 anos o septuagésima nona pessoa mais rica do planeta.

O CEO da BlockFi disse os motivos que levaram ao acordo: “A volatilidade do mercado de criptomoedas, particularmente relacionados a Celsius e a 3 AC, tiveram um impacto negativo na BlockFi. As notícias da Celsius em 12 de junho iniciaram um aumento nas retiradas de clientes da plataforma BlockFi, apesar de não termos exposição a elas”. Zac Prince se refere ao credor de ativos digitais conhecida como Celsius, que suspendeu os recolhimentos no dia 13 de junho, e a Three Arrows Capital, outro fundo de criptomoedas, que entrou em liquidação durante esta semana.

Foto destaque: Reprodução/Moguldom.