Notícias

Acidente com ex-BBB ressalta necessidade do cinto de segurança no banco traseiro

03 Abr 2022 - 20h12 | Atulizado em 03 Abr 2022 - 20h12
Acidente com ex-BBB ressalta necessidade do cinto de segurança no banco traseiro

Foi na última quinta-feira (31), em São Paulo, o acidente que envolveu o ex-participante do Big Brother Brasil, Rodrigo Mussi. Tal incidente só reforçou a importância de usar o item de segurança no banco de trás do carro. Mussi foi arremessado do carro após o motorista de aplicativo ter supostamente dormido ao volante e o carro então colidir com a traseira de um caminhão.

De acordo com o levantamento de uma agência americana que é responsável por questões de segurança no trânsito dos Estados Unidos, a NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration), usar o cinto de segurança no banco de trás reduz em até 43% os riscos de morte. Flávio Adura, da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) explica que os cintos para as pessoas que ocupam o banco de trás é indispensável, pois preserva a integridade física dos ocupantes da frente.


Foto Reprodução: PixaBay


Ainda segundo Adura, após uma forte batida, o passageiro que está atrás e não está usando cinto, será arremessado sobre o motorista, aumentando em até 5 vezes a chance do condutor vir a óbito, mesmo estando com o cinto afivelado. “Um adulto com 60 kg sem o cinto preso ao corpo, numa batida a 80 km/h, vai equivaler ao peso de um hipopótamo (1,3 tonelada), exemplifica Adura. Mas deixa claro que o cenário pode mudar, a depender do peso da pessoa que estiver atrás e a velocidade do carro no momento da batida.

Além de ferimentos no rosto, braços e pernas, também podem acontecer traumatismos na coluna cervical e no crânio, para quem não usa o cinto de segurança. O pior cenário, no entanto, é quando o passageiro é arremessado do veículo.  A lei brasileira diz que todos as pessoas que estiverem no interior de um veículo devem estar com os cintos  de segurança afivelados, Caso algum dos ocupantes não esteja, o motorista será penalizado, sendo obrigado a pagar multa no valor de R$195,23, além da infração ser considerada grave, o que renda nada menos do que 5 importantíssimos pontos na CNH.

 

Foto Destaque: Homem no banco traseiro usando cinto de segurança.

Mais Lidas