Notícias

Ainda tenho que pagar o empréstimo consignado do Auxílio Brasil, e se eu perder o benefício?

20 Out 2022 - 21h48 | Atulizado em 20 Out 2022 - 21h48
Ainda tenho que pagar o empréstimo consignado do Auxílio Brasil, e se eu perder o benefício?

Se você que contratou o empréstimo consignado do Auxílio Brasil deixar de receber o benefício, terá que concluir as parcelas até o final do contrato, pois assume compromisso direto com a instituição financeira que emprestou o dinheiro.

As regras divulgadas pelo governo informam que o empréstimo não será cancelado se o cidadão perder o benefício caso não se enquadre mais nas condições necessárias do programa. O mesmo vale também se por acaso o Auxílio Brasil for extinto ou tenha o valor mensal reduzido.

De maneira resumida, o empréstimo consignado do Auxílio Brasil, assim como qualquer outro, tem que ser pago, juntamente com o valor dos juros, as prestações estabelecidas e o valor total do contrato final, a dívida não passa para o governo. Como todo consignado o pagamento das parcelas é automático, e o débito das parcelas são feitos todos os meses diretamente do valor do Auxílio Brasil, antes de entrar na conta. Durante o prazo do contrato, o beneficiário receberá um valor menor, pois as parcelas são descontadas antes do depósito.


Foto do aplicativo do Auxílio Brasil (Foto: Reprodução/R7) 


Em caso de o cidadão deixar de receber o Auxílio Brasil, as parcelas não são mais descontadas automaticamente, mas o cidadão ainda terá que efetuar os pagamentos, então terá que encontrar outros meios se ainda tiver parcelas a serem pagas.

A Caixa Econômica Federal, por exemplo, o valor passa a ser descontado no débito, na conta usada pelo beneficiário para receber o benefício, ou pode ser feito também através da emissão de boleto. A taxa de juros pelo banco para o consignado com recursos do Auxílio Brasil é de 3,45%.

E em casos de atrasos ou de não efetuação do pagamento até a data de vencimento, a dívida só irá aumentar com o decorrer do tempo, são cobrados juros e multa pelo atraso. Então mesmo que o benefício seja cancelado, o empréstimo não será cancelado também, terá que ser pago.

 

Foto destaque: Imagem ilustrativa do Auxílio Brasil . Reprodução/TecnoMundo