Notícias

Alemanha restringe atividades públicas para não vacinados ou não recuperados da Covid 19

18 Nov 2021 - 22h45 | Atulizado em 18 Nov 2021 - 22h45
Alemanha restringe atividades públicas para não vacinados ou não recuperados da Covid 19

A crescente lotação de hospitais, bem como o aumento do número de casos de pacientes acometidos pelo Coronavírus em algumas regiões da Alemanha trouxe bastantes preocupações às autoridades, o que levou a tomada de medidas sanitárias mais severas para conter, mais uma vez, o avanço da doença. 

 


 

Cartazes na Alemanha sobre a relização de testes de Covid19. (Foto: Reprodução/Correio Brasiliense)


 

O cenário vigente no país da Europa central é o reflexo da quarta onda da pandemia, que já atinge também outras localidades do continente. Sendo necessária a imposição de novas regras preventivas, líderes governamentais nacionais e regionais decidiram, nesta quinta-feira, 18, que o acesso de pessoas a locais públicos, eventos culturais e esportivos fica restrito àqueles que já se vacinaram ou que estão totalmente recuperados, segundo informações obtidas por acesso da Reuters ao documento oficial. 

 

A região do leste do país, onde está localizada a Saxônia, é a que tem a menor taxa de vacinação da Alemanha e o maior índice de infecção, consequentemente é a que está sendo mais atingida pela quarta onda. Desta forma, já tem-se em mente a tomada de decisões em prol da contenção da circulação do vírus, como o fechamento de teatro e bares, além do cancelamento de shows e jogos esportivos, de acordo com o jornal Bild. 

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Manifestantes-protestam-contra-a-fome-em-frente-a-Bolsa

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Voo-da-Latam-com-destino-a-Brasilia-precisou-voltar-apos-colisao-com-passaros

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Serasa-dara-R-5000-para-consumidor-que-quitar-divida-no-feirao

 

A baixa adesão à vacinação muito se deve ao pensamento cético em relação à eficácia do método de prevenção advindo de adeptos da extrema direita, do partido “Alternativa para a Alemanha” (AfD). Estes protestam ainda contra o lockdown na região.

 

Apesar das divergências, a necessidade em cessar a lotação dos hospitais tornará exigente o cumprimento da medida, de acordo com o governo, sendo necessário comprovante de vacinação ou prova de recuperação, assim como resultado de exame negativo de Covid19  para a participação de atividades públicas. Ressalta-se também o reforço em relação ao uso de máscaras em todo e qualquer ambiente público.

 

Foto destaque: Reprodução/Reuters