Saúde e Bem Estar

Alta de mais de 100% na média de mortes por Covid pelo 20º dia seguido no Brasil

09 Fev 2022 - 11h25 | Atulizado em 09 Fev 2022 - 11h25
Alta de mais de 100% na média de mortes por Covid pelo 20º dia seguido no Brasil

O país registrou nessa segunda-feira (7) 431 mortes pela covid nas últimas 24 horas, totalizando 632.720 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 765. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +131%, indicando tendência de alta nos óbitos decorrentes da doença.

São agora 20 dias seguidos com tendência de alta apontando mais de +100% nesse comparativo. Além disso, vale apontar que apenas uma unidade federativa não se encontra em tendência de alta nas mortes por Covid em todo o país. É o Amapá, que está em estabilidade.

A média móvel de vítimas da doença atinge agora um patamar 4 vezes maior do que estava às vésperas do ataque hacker que gerou problemas nos registros em todo o Brasil, ocorrido na madrugada entre 9 e 10 de dezembro. Na época, essa média indicava 183 mortos por covid a cada dia.


Brasil registrou 68.540 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas (Foto: Reprodução/Pinterest)


O País também registrou 68.540 novos casos conhecidos da doença em 24 horas, chegando ao total de 26.605.137 diagnósticos confirmados desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi a 164.433. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +3%, indicando tendência de estabilidade nos casos da doença.

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os números de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados. Já a variação percentual para calcular a tendência (alta, estabilidade ou queda) leva em conta os números não arredondados.

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os números de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados. Já a variação percentual para calcular a tendência (alta, estabilidade ou queda) leva em conta os números não arredondados.

Foto destaque: Reprodução/Pinterest