Cinema/TV

Andrew Garfield se declara “profundamente honrado” após indicação ao Oscar

09 Fev 2022 - 16h30 | Atulizado em 09 Fev 2022 - 16h30
Andrew Garfield se declara “profundamente honrado” após indicação ao Oscar

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas revelou no dia 8 de fevereiro (terça-feira) a lista de indicados ao Oscar 2022. Andrew Garfield, ator de 38 anos famoso por papéis como Até o Último Homem (2016) e A Rede Social (2010), foi um dos indicados ao prêmio de Melhor Ator pelo filme Tick, tick… Boom! (2021) , ao lado de Javier Bardem, famoso por 007 - Operação Skyfall (2012) e Onde os Fracos Não Têm Vez (2007), sendo indicado pelo filme Apresentando os Ricardos (2021), Benedict Cumberbatch, famoso por O Jogo da Imitação (2014) e Além da Escuridão: Star Trek (2013), sendo indicado pelo filme Ataque dos cães (2021), Will Smith, famoso pela série Um Maluco no Pedaço (1990-1996) e MIB: Homens de Preto (1997), sendo indicado pelo filme King Richard: criando campeãs (2021) e Denzel Washington, famoso por Um Limite Entre Nós (2016) e O Livro de Eli (2010), sendo indicado por  A tragédia de Macbeth (2021).

Andrew na página do Instagram oficial do filme publicou um texto emocionante sobre como se sentiu após ter sido indicado ao lado de atores tão talentosos.


Post com texto original de Andrew Garfield (Reprodução: Instagram / ticktickboom)


Confira a tradução completa do texto:

Nunca em meus sonhos mais loucos eu acreditei que teria a chance de homenagear Jonathan Larson e seu legado de arte revolucionária e cura comunitária através deste filme cheio de coração “Tick, Tick… Boom!”.

Ao conceder esse reconhecimento a mim, você homenageia nosso genial diretor Lin-Manuel Miranda, nossas produtoras Julie Larson, Julie Oh e Celia Costas, todo o elenco e equipe e todos da Imagine e Netflix. 

Somos uma família verdadeiramente para o nosso núcleo.

Estar entre as 26 principais performances masculinas a serem indicadas ao Oscar por seu trabalho em um musical e ser iniciada nesse grupo com nomes como Bing Crosby, Roy Scheider, Gene Kelly e Jame Cagney, estou profundamente honrado.

Tudo o que desejo é contar histórias que nos lembrem de como viver. A história de Jonathan nos oferece um mapa do tesouro. Obrigado por manter sua música reverberando em nosso universo.

Com amor, Andrew

Foto destaque: Reprodução / Monet - Globo

Mais Lidas