Celebridades

Antonia Fontenelle é condenada a serviço comunitário em processo contra Felipe Neto

19 Jan 2022 - 09h30 | Atulizado em 19 Jan 2022 - 09h30
Antonia Fontenelle é condenada a serviço comunitário em processo contra Felipe Neto

A atriz e apresentadora Antonia Fontenelle foi condenada a um ano e nove meses de regime aberto pelo crime de difamação contra o youtuber Felipe Neto. Ela ainda terá que pagar ao influencer R$ 40 mil de indenização pelos crimes de difamação, injúria e clúnia.

Segundo informações do jornal O Globo, a decisão foi tomada pelo juiz Rudi Baldi Loewenkron, da 34ª Vara Criminal do TJ-Rio, que substituiu a pena privativa de liberdade por duas penas de prestação de serviços à comunidade ou à entidade pública.


Foto publicada por Felipe Neto no Instagram. (Foto: Reprodução/Instagram)


Através de vídeo divulgado no Youtube no dia 24 de julho de 2020, Antonia afirmou, sem provas, que Felipe Neto teria tentado lhe aplicar um golpe e que ele já teria estragado a vida de muitas pessoas, caracterizando o crime de difamação.

No mesmo vídeo, Fontenelle chamou o youtuber de sociopata e declarou que Felipe teria dito que “não usa drogas em serviço”, deixando subentendido que ele seria usuário de drogas fora deste contexto. Essas declarações caracterizaram os crimes de injúria e calúnia, respectivamente.

Nesta terça-feira (18), Felipe Neto publicou uma imagem sobre ocorrido no Instagram e desabafou: “Mais uma condenação criminal para a bolsonarista. Dessa vez por ter me acusado de aplicar golpes e ser usuário de drogas, além de me chamar de sociopata. Foi condenada a mais 1 ano e 9 meses de detenção, convertidos em serviços comunitários. É mais uma vitória do bem e da verdade!

Em dezembro no ano passado, Antonia Fontenelle já havia sido condenada por calúnia e difamação ao associar o nome do youtuber e do irmão, Luccas Neto, à erotização infantil. A decisão da Justiça afirmou que houve “expressa menção à pedofilia” e ainda citou um movimento nas redes sociais através da hashtag #TodosContraPedofilia e da indagação da atriz “Podemos chamar isso de pedofilia a olhos nus?”

Foto destaque: Antonia Fontenelle e Felipe Neto. Reprodução/Instagram