Celebridades

Após Angélica, veja algumas artistas que já falaram sobre abusos e assédios sofridos

31 Mar 2022 - 12h00 | Atulizado em 31 Mar 2022 - 12h00
Após Angélica, veja algumas artistas que já falaram sobre abusos e assédios sofridos

A apresentadora Angélica revelou, nesta terça-feira (29), em uma conversa com a advogada Luciana Temer, diretora do Instituto Liberta, ao programa da apresentadora no site “Mina Bem Estar”, que sofreu abuso sexual aos 15 anos, durante a divulgação da música “Vou de Táxi”, em Paris.

Quando o fotógrafo falou que eu era uma cantora brasileira, um grupo de meninos foi se aproximando de mim, ficando perto e se esfregando em mim. Eu fiquei sem reação. Um deles passou a mão em mim inteira e fiquei petrificada. Só depois eu descobri que aquilo era uma violência”, disse durante a conversa.


Apresentadora faz parte de campanha contra abuso e assédio


É necessária uma força extra — especialmente quando se é mulher — para admitir ser vítima de assédio e abuso (sexual, psicológico, físico, etc.). Muitas se calam, diante da vergonha, culpa e medo de julgamentos — e até ameaças; todavia em entrevistas, através de suas redes sociais ou livros que contam suas histórias, diversas famosas utilizaram de sua influência para denunciar casos de abusos sofridos e conscientizar as pessoas sobre abusos e assédios. Conheça abaixo algumas delas: 

Xuxa


Rainha dos Baixinhos foi vítima de violência aos 13 anos (Foto: Reprodução/Instagram)


Em uma entrevista dada ao Fantástico em 2012, a apresentadora admitiu ter vivido momentos traumáticos: “Não me lembro direito, sei que eu era muito nova. Me lembro do cheiro, tinha cheiro de álcool, e eu não sei quem foi. E depois aconteceram muitas vezes. Parou aos 13 anos, quando eu consegui fugir. Me dá vontade de vomitar quando eu lembro que tudo isso aconteceu e eu não pude fazer nada. Eu não sabia, eu não tinha experiência. O que uma criança tem de experiência? O que ela pode fazer?”, contou ela.

Anitta


Cantora foi vítima de estupro aos 14 anos (Foto: Reprodução/Instagram)


Hoje líder das paradas dos streamings mundiais, a cantora revelou no primeiro episódio de sua série documental “Anitta: Made In Honório”, que foi vítima de estupro aos 14 anos: “Eu nunca expus isso em público. Eu sempre me coloquei numas relações meio abusivas.  Quando eu tinha 14 para 15 anos, conheci uma pessoa. Eu tinha medo dele, ele era autoritário comigo, falava de forma autoritária. Eu era diferente quando eu era adolescente, não era como eu sou hoje em dia. Ele estava muito nervoso, muito estressado. Eu estava com bastante medo das reações dele e eu acabei perguntando se ele queria ir pra um lugar só nós dois. Rapidamente, na mesma hora, ele parou o estresse dele e perguntou se eu tinha certeza. Eu falei que sim. Mas hoje eu tenho plena certeza que eu falei que sim, porque eu tinha muito medo do estresse dele”, desabafou.

Rihanna


Cantora foi agredida por Chris Brown (Foto: Reprodução/Instagram)


Em 2009, veio à tona o caso de agressão de Chris Brown contra Rihanna — namorados à época. Uma vez, em entrevista para a Vanity Fair, a cantora falou sobre o assunto: “Está no passado, mas eu não vou falar 'supere isso', porque é algo muito sério e relevante, é real. Muitas mulheres e jovens estão passando por isso”, falou a cantora. “Mas para mim, ou para qualquer outra mulher que foi vítima de abuso, ninguém quer lembrar. Ninguém quer admitir que passou por isso”.

Oprah


A apresentadora sofreu abusos aos 9 anos (Foto: Reprodução/Instagram)


A apresentadora, conhecida por ser um dos maiores nomes da televisão americana, vem de um lar nada estruturado e foi vítima de abuso físico e sexual com apenas nove anos. “Aos 9, 10, 11 e 12 anos fui estuprada por meu primo de 19 anos. Eu não sabia o que era estupro. Eu não tinha ideia do que era sexo. Eu não tinha ideia do que estava acontecendo comigo. Eu mantive esse segredo… é apenas algo que aceitei, que uma menina não está segura em um mundo cheio de homens”, relembrou ela. Os estupros se seguiram durante cinco anos seguidos, até que Winfrey, com 14 anos, foi expulsa de casa por estar grávida. 

Luana Piovani

A atriz admitiu ter sofrido assédio entre os seis e oito anos: “Eu não cheguei a ser abusada, mas eu sofri um assédio. E só fui lembrar desse assédio que sofri quando começou aquele movimento todo no Facebook, da hashtag #PrimeiroAssédio. Eu fui assediada verbalmente e fisicamente. […] Fui tocada. Tinha entre seis e oito anos, mas depois nunca mais aconteceu. Aconteceu umas quatro vezes. Tenho uma certa dificuldade quando vou na ginecologista, e eu acho que é por conta disso”.

Angelina Jolie

Tive uma experiência ruim com Harvey Weinstein na minha juventude, e, como resultado, escolhi nunca trabalhar com ele de novo e avisar outras pessoas que trabalhavam. Este comportamento sobre qualquer mulher, em qualquer área, em qualquer país é inaceitável”, revelou a atriz para o jornal The New York Times. Weinstein é um ex-produtor de filmes, que ganhou as manchetes após diversas acusações de crimes sexuais contra ele.

Lupita Nyong’o

A atriz quênio-mexicana também admitiu ao The New York Times ter sido uma das vítimas de Harvey Weinstein, quando ainda estava na universidade e ele a assediou. “Foi em 2011 na cerimônia de prêmios de Berlim, enquanto ainda estudava na Escola de Arte Dramática de Yale. Um intermediário o apresentou a mim como ‘o produtor mais poderoso de Hollywood’. Como eu era uma atriz aspirante, estava ansiosa para conhecer gente da indústria, mas a pessoa que o apresentou me disse: 'Ele é um bom contato na indústria, mas cuidado porque pode ser um abusador”, relatou a atriz.

Rita Lee

A Rainha do Rock contou em sua biografia que foi abusada com uma chave de fenda por um técnico de máquina de costura ainda na infância. Ela afirmou à Folha de São Paulo que “quando escrevi como o fato ficou impresso na minha memória, meio que desencantou por si só. A ferida foi curada”.

Esses são apenas alguns nomes de inúmeros que tiveram força e coragem para falarem sobre suas dores, e que hoje atuam na luta contra a violência contra a mulher.

 

Foto destaque: Artistas que já denunciaram abusos (Reprodução/Instagram)