Celebridades

Após acordo, ator Cuba Gooding Jr confessa ser culpado em casos de assédio sexual

14 Abr 2022 - 21h55 | Atulizado em 14 Abr 2022 - 21h55
Após acordo, ator Cuba Gooding Jr confessa ser culpado em casos de assédio sexual

O ator Cuba Gooding Jr. se declarou culpado das acusações sobre abuso sexual de três mulheres entre 2018 e 2019 nos Estados Unidos. Através do acordo de confissão o ator, vai ser poupado de qualquer prisão imediata. 

O vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante de 1997, admitiu que beijou a força e tocou uma mulher no ano de 2018 na boate Lavo. E confessou também que teve ‘contato físico não consensual’ com outras duas no mesmo ano. 

Durante os próximos seis meses Cuba vai continuar recebendo aconselhamento ordenado pelo tribunal, se caso não passe o ator pode pegar até um ano de prisão.


Cuba Gooding Jr sendo preso (reprodução/EPA)


O ator foi preso em 2018, na cidade de Nova Iorque, acusado de beliscar as nádegas da atendente de um restaurante em Nova York.

Além dos crimes de assédios, em 2020 uma mulher entrou na justiça americana com um processo alegando ter sido estuprada pelo astro duas vezes em um quarto de hotel de Nova York no verão de 2013. 

Na ocasião, a mulher afirmou que conheceu Cuba na área vip de um lounge do bairro de Greenwich Village. A conversa se estendeu a um convite para um drinque em um hotel do Soho, onde ele estava hospedado.

Segundo a mulher, que usou um pseudônimo no processo para preservar a identidade, o ator teria ficado nu, e mesmo diante dela ter dito "não" e ter pedido para ir embora, estuprou ela duas vezes. Depois da agressão, o ator dormiu, e a vítima aproveitou para sair às pressas do quarto e deixar o prédio pelas escadas.

Cuba Gooding Jr. ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante, pela atuação no filme ‘Jerry Maguire: A Grande Virada’ onde atuou ao lado do ator Tom Cruise. Cuba também é conhecido por papéis em grandes filmes como ‘Mãos Talentosas’, ‘Meu nome é rádio’, ‘Homens de Honra’ entre outros.  

 

Foto destaque: Cuba Gooding Jr. (reprodução/EFE)

Mais Lidas