Notícias

Após sofrer trauma no fêmur, Fernando Henrique Cardoso é internado na capital paulista

12 Mar 2022 - 15h29 | Atulizado em 12 Mar 2022 - 15h29
Após sofrer trauma no fêmur, Fernando Henrique Cardoso é internado na capital paulista

O ex presidente, aos 90 anos de idade, foi internado nesta sexta-feira (11) no hospital Albert Einstein com uma fratura no fêmur (osso da coxa). Ele passa bem, mas médicos avaliam a possibilidade de uma cirurgia.

A informação foi divulgada pelo PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) no Twitter: “Desejamos rápida recuperação ao presidente Fernando Henrique Cardoso, internado hoje em função de uma fratura no fêmur. Receba o abraço dos tucanos de todo o Brasil, @FHC”.

A notícia foi confirmada pela assessoria do Instituto Fernando Henrique Cardoso, mas a causa do acidente não foi divulgada. Esse tipo de fratura é a mais grave que um idoso pode apresentar, junto com o traumatismo cranioencefálico.

De acordo com Ancelmo Gois, do jornal O Globo, o acidente impossibilitou a presença de Fernando Henrique à posse do jornalista e escritor Merval Pereira na presidência da Academia Brasileira de Letras, que ocorreu nesta sexta, em sessão solene, no Rio de Janeiro.


Ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso na ONU (Foto: ONU News/Daniela Gross)


Em novembro do ano passado, por razões de saúde, FHC não compareceu à votação das prévias do PSDB em Brasília. Porém, em maio, ele se encontrou com o ex-presidente Lula (PT), o que gerou muitas repercussões no meio político.

A última declaração pública do ex-presidente foi no dia 25 de fevereiro, sobre a guerra na Ucrânia. "Condeno a invasão da Ucrânia por tropas russas a mando do presidente Putin. Litígios se resolvem por negociação nunca pela imposição da força", disse.

FHC foi eleito presidente da República em 1994 e permaneceu no cargo até 2002, quando foi sucedido por Lula (PT). Antes disso, foi ministro da Fazenda do governo Itamar Franco, quando elaborou o Plano Real, que promoveu reformas na economia. Ele também foi um dos fundadores do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). 

 

Foto destaque: Reprodução/Estadão Conteúdo

Mais Lidas