Esportes

Após três empates, Vasco volta a vencer na série B

28 Abr 2022 - 10h50 | Atulizado em 28 Abr 2022 - 10h50
Após três empates, Vasco volta a vencer na série B

Nesta quarta-feira(27), o Vasco recebeu a Ponte Preta em São Januário, lotado, pela série B e venceu a Macaca por 1 a 0. Essa foi a primeira vitória do time curzmaltino na competição, após empatar as três primeiras partidas e estar sofrendo uma forte pressão da sua torcida.

A vitória desta noite encerrou jejum de 11 jogos do Vasco na Série B. O time não sabia o que era sair com três pontos desde a 30ª rodada do campeonato de 2021. A espera durava desde outubro e foi encerrada por Raniel, que marcou o nono gol com a camisa cruzmaltina nesta temporada.

Com mudanças em todos os setores em relação ao último jogo, Zé Ricardo apostou em um Vasco mais leve, especialmente pela esquerda, com Riquelme, Figueiredo e Nene. O trio dialogou bem pelo setor, e foi responsável pelos melhores lances no primeiro tempo. Antes dos 15 minutos, os volantes da Ponte Preta Felipe Amaral e Léo Naldi já estavam pendurados por faltas no lateral e no camisa 10.

A primeira chance, contudo, foi em uma rara ida de Gabriel Dias à linha de fundo. O cruzamento foi na medida para Gabriel Pec, que finalizou em cima de Raniel. A única finalização da equipe de Hélio dos Anjos foi no minuto seguinte, aos oito, mas Alexander não teve problemas para encaixar o chute de Danilo.

O Vasco seguiu com o controle do jogo e levando perigo no embalo de Figueiredo, titular apenas porque Erick sentiu no aquecimento. Aos 30, o atacante iniciou a jogada na intermediária e, dentro da área, finalizou para grande defesa de Caíque França. No escanteio cobrado por Nene, foi de novo Figueiredo quem escorou para Raniel, de primeira, enfim abrir o placar: 1 a 0.


Vasco da Gama (Foto: Reprodução/Jorge Rodrigues/AGIF) 


Na segunda etapa, a Ponte cresceu quando o placar já era adverso. Depois de um primeiro tempo não tão bom, os visitantes encurralaram o Vasco para a defesa e foi melhor na etapa final. Hélio dos Anjos fez duas alterações no intervalo, o Vasco, que não repetiu a marcação alta, que trouxe problemas à saída de bola da Macaca, e viu o adversário rondar a sua área com perigo. Apesar disso, os chutes seguiram sem ameaçar a meta de Alexander.

Conforme o tempo passava, a Macaca aumentava a pressão e o Vasco recuava e se fechava cada vez mais. Sem muitas opções de penetração, a Ponte abusou das bolas alçadas na área. Assim como em outros jogos, o Cruzmaltino voltou a cair de produção na segunda etapa. O time produziu muito pouco ofensivamente, Depois de Figueiredo sair com dores, aos 13, o Vasco seguiu dando sinais de desgaste, e Zé Ricardo fez logo três substituições aos 29, colocando Edimar, Weverton e Palacios em campo. Com o cansaço também apresentado pela Macaca, a partida caiu demais em intensidade e emoção.

Com a vitória, o Vasco sobe para a oitava posição, com seis pontos, um a menos em relação ao G-4. A Ponte continua com quatro pontos e caiu para o 15º lugar. Os dois times voltam a campo no próximo fim de semana pela Série B. No sábado, às 18h30 (de Brasília), os paulistas recebem o Brusque. No domingo, às 18h (de Brasília), os cariocas visitam a Tombense.

Foto em destaque: Raniel, do Vasco da Gama, comemora gol diante Ponte Preta pela Série B do Brasileirão. Foto:(Reprodução/Jorge Rodrigues/AGIF).