Empreender na Prática

As possibilidades de um bom financiamento imobiliário

06 Nov 2022 - 18h22 | Atulizado em 06 Nov 2022 - 18h22
As possibilidades de um bom financiamento imobiliário

Quando se fala em financiamento imobiliário muitos são os questionamentos levantados.Alguns tratam como uma verdadeira prisão, afinal são muitos anos pagando mensalmente um valor previamente estipulado em acordo. Em geral, cerca de 20 a 30 anos. A grande hesitação sobre esse financiamento é se ao final não teria sido pago o equivalente ao dobro do valor financiado. As altas taxas de juros são os maiores receios.

Atualmente, as taxas no país  são as menores, sem falar que existem muitos créditos que tornam as taxas ainda menores, como o financiamento por meio do Minha Casa Verde e Amarela.

O programa Minha Casa Verde e Amarela, visa facilitar o acesso de pessoas à habitação, sobretudo aquelas famílias com baixa renda. Para ter acesso ao programa é necessário se enquadrar dentro dos requisitos solicitados, comprovando renda e documentações.


Casal feliz com as chaves do novo apartamento (Foto: Reprodução/Freepik)


Existem algumas possibilidades de aquisição de um imovel. Há quem prefira já ir em busca de um local pronto, escolhendo a melhor localização, observando a melhor estrutura, e avaliando o local pessoalmente. Nesta opção o financiamento geralmente é maior, visto que a casa já está pronta e basta apenas fechar negócio e mudar para o imóvel. Já uma segunda opção seria a de financiar uma casa que ainda será construída, nesse tipo de financiamento é possível ter uma economia de até 60%, porém esse procedimento atende a quem deseja a casa própria, porém não tem urgência em se mudar. Pois, nesta opção a compra é feita quando a casa ainda não foi construída.

Uma possibilidade ainda não muito explorada seria a de aplicar inicialmente o dinheiro, buscando taxas que possam ter um bom rendimento, como o CDB, por exemplo. Desta forma, ao buscar um financiamento poderia optar por um que a taxa fosse menor a rentabilidade do valor que foi investido. 

O certo é que apesar dos questionamentos sobre juros, ou sobre a preferência por pagar um aluguel em vez de se comprometer com um financiamento da casa própria, a maioria não avalia de fato o que poderia ser mais vantajoso, fazendo as contas sobre os valores

Foto destaque: Mão segurando mini casa e chaves. Reprodução Freepik