Saúde e Bem Estar

Atividade física tem papel importante na vida sexual

19 Fev 2022 - 09h37 | Atulizado em 19 Fev 2022 - 09h37
Atividade física tem papel importante na vida sexual

Praticar exercícios faz bem à saúde das pessoas e a vida sexual também é beneficiada através dessas atividades.

O médico Luis Fernando Correia, Clínico e intensivista com certificado em Inovação pelo MIT, ex-chefe da emergência do Samaritano,  explica que a falta de atividades físicas e a obesidade tem papel importante nas disfunções sexuais das pessoas. Informação compartilhada pelo Instituto Nacional de Pesquisa dos Estados Unidos, que aponta um percentual de 43% das mulheres e 31% dos homens sofrendo algum tipo desse problema.

O estudo publicado pelo The Journal of Sexual Medicine nos Estados Unidos, mostra que mulheres obesas tem falta de desejo e dificuldades sexuais. Em contrapartida, as mulheres, que se exercitam pelo menos em seis horas semanais, apresentam por exemplo, menos estresse sexual nas artérias do clitóris. Já os homens com barriga ou IMC elevados, tem maiores chances de disfunção erétil.


Casal em momento romântico Foto/Reprodução: Unsplash.com


Especialistas tem estudado a importância do sexo na saúde mental das pessoas, melhorando a qualidade de vida. A atividade física é fundamental para isso. Atividades aeróbicas proporcionam melhor circulação sanguínea, o que para os homens é fundamental nas ereções e ajuda a lubrificação vaginal nas mulheres.

O sexo, além do prazer proporcionado, é também uma atividade física e pessoas que se exercitam com mais frequência, tem mais resistência, fator importante na hora da relação sexual. O Instituto Nacional de Saúde Americana, diz que é possível eliminar uma média de 100 calorias com meia hora de atividade sexual. Isto equivale a uma caminhada de 5 quilômetros.

Lembrando que as pessoas devem sempre consultar um médico para orientação de atividades física, pois, como as pessoas são diferentes, o médico vai avaliar a quantidade e o tipo de atividade física que cada um deve praticar, conciliando o prazer do exercício, a prevenção de doenças, melhora significativa na saúde mental e claro, melhor qualidade na vida sexual. 

Foto destaque: casal deitado. Reprodução/s2glbimg.com