Saúde e Bem Estar

Benefícios do protetor solar com cor e diferenças para cada pele

30 Dez 2021 - 22h49 | Atulizado em 30 Dez 2021 - 22h49
Benefícios do protetor solar com cor e diferenças para cada pele

Quando chega o recesso de fim de ano normalmente as pessoas aproveitam para curtir o verão e os dias de folga na praia, piscina, entre outros. Contudo a nossa pele requer cuidados o ano inteiro principalmente nos dias ensolarados, e um produto que não pode deixar de ser lembrado é o protetor solar.

Algumas pessoas não tem o costume ou simplesmente não gostam de usar protetor solar durante a exposição ao sol, porém o uso dele é essencial e deve fazer parte da nossa rotina diária. De outro modo, a pele pode ressecar, ficar manchada e ainda desenvolver câncer.

Usar o filtro solar é fundamental para manter a pele bem cuidada, é aconselhado para se proteger do sol são ficar debaixo do guarda sol, usar óculos de sol e um chapéu com abas largas e evitar a exposição solar por longos períodos de mais calor, entre as 10:00h e as 16:00h.


Benefícios do protetor solar com cor e diferenças para cada pele (Foto: Reprodução/Pexels)


No mercado há uma variedade de opções de filtros solares, que deixa muitas pessoas em dúvida na hora da escolha. Apesar de ser aconselhado usar protetor solar com índice de proteção 50, as peles mais escuras podem utilizar índices mais baixos, com segurança, confira a indicação:

  • FPS 50

Adultos com peles claras e sensíveis; Crianças; tem sardas no rosto, a pele queima-se muito facilmente e nunca fica bronzeada, ficando avermelhada.

  • FPS 30

Adultos com peles morenas; A pele é morena clara, o cabelo castanho escuro ou preto que, por vezes, se queima, porém, também se bronzeia.

  • FPS 20

Adultos com pele negra; A pele é muito escura, raramente se queima e bronzeia muito, mesmo que o bronzeado não seja muito visível.

Antes de comprar qualquer protetor solar observe no rótulo do produto, qual é a proteção para os raios ultravioleta do tipo A e B (UVA e UVB). A proteção UVB garante proteção contra as queimaduras solares e a proteção UVA garante proteção contra o envelhecimento precoce e o câncer de pele.

Já os protetores com cor atuam como base de maquiagem com FPS. Além disso, filtros com tonalizantes possuem um efeito de proteção maior, que defendem a pele da luz visível, que é aquela luminosidade dos celulares, computadores, televisão e lâmpadas fluorescentes. Essas luzes, que frequentemente são ignorados na hora da proteção, ocasionam danos menores em relação aos raios solares, são indispensáveis a médio e longo prazo, provocando manchas na pele.

Algumas dicas de como aplicar o protetor solar corretamente:

Aplicar o produto até mesmo nos dias nublados e menos quentes; passar o protetor solar na pele ainda seca, pelo menos 15 minutos antes da exposição solar; repassar o protetor solar a cada 2 horas; escolher um protetor solar específico para a cor da pele; usar também protetor labial e um protetor solar próprio para o rosto; passar o protetor por todo o corpo de forma uniforme, cobrindo também os pés e as orelhas; evitar ficar muito tempo diretamente exposto ao sol e no horário de mais calor.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Entenda-a-tromboembolia-pulmonar-doenca-que-matou-cantor-Maurilio

https://inmagazine.ig.com.br/post/Segundo-infectologista-sem-vacina-para-todas-as-idades-casos-de-Covid-aumentarao

https://inmagazine.ig.com.br/post/Israel-inicia-teste-clinico-com-4a-dose-da-vacina-Pfizer-contra-Covid-19

Antes de usar o protetor solar pela primeira vez, é preciso fazer um teste, para identificar uma possível alergia ao produto. Para tal, passe uma pequena quantidade atrás da orelha, deixando agir por cerca de 12 horas, para ver se a pele reage ao produto. Caso não tenha nenhuma reação, quer dizer que pode ser aplicado em todo o corpo.

Foto destaque: Reprodução/Pexels

Mais Lidas