Esportes

Benfica oficializa saída de Jorge Jesus

28 Dez 2021 - 21h45 | Atulizado em 28 Dez 2021 - 21h45
Benfica oficializa saída de Jorge Jesus

A segunda passagem de Jorge Jesus pelo Benfica chegou ao final na manhã desta terça-feira (28). Após uma reunião entre a diretoria e o treinador, o clube oficializou a saída dele. O técnico do Benfica B, Nélson Veríssimo, comandará a equipe principal até o fim da temporada. Ele já comandou seu primeiro treino logo após o anúncio da rescisão com o agora ex-treinador, na atividade da tarde. Com a saída repentina de Cuca do Atlético-MG e o Flamengo perto de anunciar Paulo Souza como próximo treinador, Jesus se tornou alvo do clube mineiro.


Técnico atingiu às oitavas de finais da UEFA Champions League com o Benfica, mas ainda assim não resistiu à pressão. (Foto: Reprodução/AFP)


O técnico explicou sua decisão em entrevista coletiva:

“Este projeto do qual eu saio chegou ao fim. Vim para o Benfica sempre pensando que sou uma solução e não um problema. Para aquilo que são os interesses do Benfica e o melhor para todos, achei por bem que esta decisão fosse a melhor para ambas as partes. A minha vida vai continuar como sempre trabalhando com amor e paixão. Tive muita honra de mais uma vez ter voltado a esta casa e de ter defendido os interesses do Benfica.”

Em comunicado oficial, o Benfica declarou:

"O Sport Lisboa e Benfica informa que, de comum acordo entre as partes, Jorge Jesus já não é treinador do Benfica. A Sport Lisboa e Benfica SAD agradece a Jorge Jesus todo o trabalho desenvolvido ao longo do último ano e meio e deseja-lhe as maiores felicidades para o futuro. Mas acrescenta que cumprirá com todas as obrigações contratuais até ao término do vínculo laboral existente ou até que Jorge Jesus e a sua equipa técnica assumam novo compromisso profissional. Nélson Veríssimo assume hoje as funções de treinador da equipa principal do Benfica até ao final da temporada."

A reunião foi marcada após atrito entre elenco e treinador. Nesta segunda-feira, Jorge Jesus decidiu afastar um dos capitães da equipe, Pizzi, e colocá-lo para treinar separado. Entretanto, o resto do elenco reagiu de maneira negativa à decisão e não trabalhou em forma de protesto. Desta forma, o treinador se viu obrigado a voltar atrás e reincorporar o jogador de 32 anos.

Os atletas chegaram a se apresentar ao CT do clube para atividade marcada para a manhã desta terça, mas ela foi adiada para à tarde diante da crise vivida. Antes desse impasse, Jorge Jesus já sofria pressão devido à irregularidade apresentada pelo time na temporada 21/22. Mesmo com classificação às oitavas de final da UEFA Champions League, o Benfica está longe da briga pelo título do campeonato português e foi mal nos confrontos diretos.

Representando o Flamengo, o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, e o diretor de futebol, Bruno Spindel, estiveram em Portugal e conversaram com o treinador ídolo do clube, mas a negociação não avançou e os cariocas estão perto de anunciar o também português Paulo Sousa.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Ainda-aguardando-Nikao-Athletico-acerta-com-tres-reforcos

https://inmagazine.ig.com.br/post/Copa-do-Brasil-divulga-datas-e-formato-para-a-disputa-em-2022

https://inmagazine.ig.com.br/post/Bulls-vencem-Indiana-Pacers-com-grande-partida-de-LaVine-e-DeRozan


Com o clube carioca fora da disputa, o Atlético-MG, que perdeu o técnico Cuca devido à seus problemas familiares, tem Jorge Jesus como principal alvo. O clube mineiro já havia demonstrado interesse no português antes dele se juntar ao Flamengo em 2019.

Foto destaque: Torcedor do Benfica pede saída de Jorge Jesus no Estádio da Luz. Reprodução/Paulo Nascimento/AFP

Mais Lidas