Money

Berkshire Hathaway tem valor de mercado que atinge U$$ 700 bi, Warren Buffett agradece

09 Jan 2022 - 08h55 | Atulizado em 09 Jan 2022 - 08h55
Berkshire Hathaway tem valor de mercado que atinge U$$ 700 bi, Warren Buffett agradece

 

Os papeis da empresa do bilionário americano tiveram alta com a expectativa de que o Federal Reserve, Banco Central dos Estados Unidos, aumente as taxas de juros. Com isso a corrida do ano novo continuou na última quinta-feira, 06/01 e levou as ações da Berkishire Hathaway e seu valor de mercado a um novo patamar que superou os U$$ 700 bilhões.

Nesse espaço os ativos da companhia ascenderam mais 1% na quinta-feira, essa recuperação aconteceu pelo quarto dia seguido porque investidores tem optado trocar suas ações de alto risco por aplicações mais cautelosas.

Como exemplo disso, as ações da Hathaway que pertencem a Classe B tiveram alta de mais de 4% só nessa primeira semana de janeiro de 2022. Nesse momento elas estão bem próximo de sua máxima histórica, dando a empresa do magnata um valor de mercado impressionante e que ultrapassa os U$$ 700 bilhões e coloca na mira um número mágico para o mercado que é de U$$ 1 trilhão.

A companhia sediada em Omaha, Nebraska, EUA, e dirigida pelo guru que também é conhecido como Oráculo dos investimentos tem uma carteira que possui mais de 60 empresas, dentre elas Geico, Diracell, Dairy Queen. A cia de Buffett possui uma fatia considerável do bolo da gigante em tecnologia Apple.


Buffett não consegue enxergar limites para o crescimento da Berkishire Hathaway. A fome desse tubarão é insaciável. (Foto: Reprodução/GettyImages).


Agora a Berkishire pode se transformar no unicórnio de U$$ 1 trilhão e fazer parte de um grupo que tem lugar especial dentro do mercado como Amazon ( U$$ 1,66 trilhão), Microsoft ( U$$ 2,37 trilhões), Apple (U$$ 2,84 trilhões), Tesla (U$$ 1,07 trilhão).

A notícia de que o Federal Reserve definiu que promoverá de forma célere a redução dos estímulos realizados no período de pandemia e aumentará de forma agressiva as taxas de juros este ano, assim a Berkishire Hathaway conseguiu se beneficiar do que se tornou uma tendência no mercado, a migração para ações cíclicas, aquelas que tiram proveito da recuperação econômica bem-sucedida.

No ano de 2021 as ações do conglomerado subiram 30%, eles conseguiram superar o ganho de 27% do índice benchmark S&P 500. O aumento dos rendimentos dos títulos nos EUA levou os investidores a venderem suas ações que tinha uma perspectiva de lucro incerta e conduziu os papeis de alto crescimento à pressão das semanas pretéritas.

Dados do Goldman Sachs apontam que os fundos hedge estão vendendo as ações de tecnologia numa velocidade que não era vista em mais de uma década. Esses papeis são particularmente afetados por causa do aumento dos rendimentos dos títulos, isso define o valor mais elevado dos custos da dívida e pode limitar o crescimento do caixa das empresa afetando seu fluxo.

Nasdaq Composite, índice de alta tecnologia, teve queda de 3% na primeira semana de 2022, e apresentou uma perfomance aquém do S&P 500, que apresenta mais amplitude.

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Pigcasso-vende-quadro-abstrato-por-R-150-mil-deixa-o-chipanze-Congo-para-tras-e-bate-recorde

https://inmagazine.ig.com.br/post/Tendencias-para-criptomoedas-e-blockchain-neste-ano

https://inmagazine.ig.com.br/post/OpenSea-se-torna-a-plataforma-de-NFT-mais-valiosa-do-mundo


Já o experiente CEO e bilionário Warren Buffett, segundo estimativas da Forbes, vale mais do que muito jogador de futebol por aí. Seu valor bate os U$$ 114 bilhões, ocupando a oitava posição no posto de pessoa mais rica do mundo e viu seu patrimônio liquido ter um aumento de U$$ 1,4 bilhão na última quinta-feira. Buffett promete doar maior parte de sua fortuna para caridade. 

 

Foto destaque: Reprodução/ Exame.

Mais Lidas