Money

Biden quer investigação sobre preço da gasolina após alta

18 Nov 2021 - 09h08 | Atulizado em 18 Nov 2021 - 09h08
Biden quer investigação sobre preço da gasolina após alta

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden solicitou que a Comissão Federal do Comércio (FTC, sigla em inglês), realize uma investigação relacionada a supostas condutas ilegais nos mercados de gasolina nos EUA. Mesmo assim, essa investigação não irá alterar de imediato o valor que os americanos tem pago sobre o preço dos combustíveis. 

A presidente da FTC, Lina Khan, demonstrou em carta nesta quarta-feira, a sua preocupação em relação a diferença que é percebida entre os preços na bomba e o custo do combustível no atacado. Lina justificou dizendo que considera ser “evidências crescentes de comportamento contra o consumidor por parte das empresas de petróleo e gás”.


Comissão Federal do Comércio, agência reguladora responsável pela fiscalização sobre o mercado de combustíveis. (Foto: Reprodução/investopedia.com)


Em carta, o presidente Biden disse não aceitar esse movimento anticompetitivo, “Não aceito que trabalhadores americanos paguem mais pelo gás por causa de conduta anticompetitiva ou potencialmente ilegal”.

A Comissão Federal do Comércio é a autoridade responsável por regular a livre concorrência nos Estados Unidos, e sua atuação é independente em relação a Casa Branca, mesmo que a escolha da presidente Lina Khan tenha partido de Joe Biden e a própria agência venha a optar por seguir sugestões ditas por Biden. 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Aplicativo-Facily-recebe-aporte-de-250-milhoes-de-dolares

https://inmagazine.ig.com.br/post/Novo-especulador-da-Berkshire-Hathway-analisa-mercado-de-ativos

https://inmagazine.ig.com.br/post/Matrizes-energeticas-sofrem-com-inflacao-alta

 

A popularidade do presidente dos Estados Unidos tem caído de acordo com as últimas pesquisas. E um dos fatores tem sido porque os americanos estão observando os efeitos do aumento de preços em grande parte da economia americana. Politicamente, isso tem desgastado Biden. No mês de outubro, o índice de preços na América subiu 6,2% se comparado com o mesmo período do ano anterior. A alta foi puxada pelo aumento dos custos da energia. Ao comparar outubro de 2020, os preços do gás tiveram um aumento de 49,6%. 

Em relação ao preço praticado nas bombas, um funcionário da Casa Branca informou que a agência reguladora se desejar, poderá iniciar uma investigação com o objetivo de coletar informações sobre como as empresas de gás estão definindo os preços, bem como solicitar dados sobre os preços reais. Joe Biden solicitou à comissão para “examinar mais detalhadamente o que está acontecendo com os mercados de petróleo e gás”, e pediu que sejam usadas todas as ferramentas que a comissão possui caso seja descoberta qualquer irregularidade.

Em carta Biden disse que “os preços na bomba continuaram subindo, mesmo com os custos do combustível refinado caindo e os lucros da indústria aumentando”. O presidente alegou uma “grande lacuna inexplicável entre o preço da gasolina pura e o preço médio na bomba” em relação às diferenças vistas antes da pandemia.

Foto destaque: bbc.com