Saúde e Bem Estar

Brasil atinge 605,6 mil mortes por Covid-19, mas mantém queda de pessoas infectadas

25 Out 2021 - 18h22 | Atulizado em 25 Out 2021 - 18h22
Brasil atinge 605,6 mil mortes por Covid-19, mas mantém queda de pessoas infectadas

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde no último domingo (24), às 20h, o Brasil registrou o número de 605.682 mortes causadas pelo coronavírus. A diferença de óbitos hoje tem grande diferença em comparação a duas semanas atrás. A média móvel de baixas na última semana ficou em 337, abaixo da marca de 400 pelo 13° dia consecutivo. Essa média foi a menor para um sábado desde 25 de abril de 2020.

https://inmagazine.com.br/post/COVID-19-Sao-Paulo-tem-menor-registro-de-internacoes-desde-abril-do-ano-passado

https://inmagazine.com.br/post/COVID-19-Brasil-tem-mais-de-50-da-populacao-totalmente-vacinada

https://inmagazine.com.br/post/Fake-reproduzido-por-Bolsonaro-faz-Facebook-e-Instagram-retirar-do-ar-a-live-em-que-o-Presidente-associa-a-vacina-de-covid-19-a-Aids

O balanço feito a partir de secretarias estaduais de Saúde também mostra a média móvel de casos por pessoas infectadas, estando em 12 mil diários e completando 15 dias consecutivos ao apontar queda em comparativos.


Vacina contra a Covid-19 (Foto: Reprodução/Fábio Motta)


As campanhas de vacinação pelo país auxiliaram na queda de mortes na pandemia, estudos mostram que baixas por pessoas vacinadas são raras. Um levantamento feito pela plataforma de Info Tracker (desenvolvida por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), mostrou que, no  cenário atual do Brasil, 96% de morte por Covid-19 são de pessoas não vacinadas.

“A grande preocupação no momento é atingir o máximo possível de imunização da população e com a maior velocidade possível. Esse é o objetivo atual. Com isso, você garante frear a pandemia” esclarece a diretora do Centro de Desenvolvimento e Inovação do Butantan, Ana Marisa Chudzinski.

Se no Brasil a situação vem melhorando, na Europa os países voltaram a se preocupar com o avanço da contaminação no continente, retomando restrições. Países com alta boa taxa de vacinação como Reino Unido e Bélgica, tiveram aumento no número de casos, mas não em relação a óbitos. Já a Rússia, vem registrando recordes nas altas por coronavírus há dias.

De volta ao Brasil, o balanço da vacinação contra a doença, apresenta que 153.073.149 de pessoas já receberam a primeira dose da vacina, marca representa 71,76% da população brasileira. Já pessoas totalmente imunizadas representam 51,43%, contabilizando 109.718.951 de segundas doses tomadas.

 

Foto destaque: Reprodução/Myke Sena