Saúde e Bem Estar

Câncer no fígado: saiba identificar os sintomas e qual o tratamento

18 Jul 2022 - 12h04 | Atulizado em 18 Jul 2022 - 12h04
 Câncer no fígado: saiba identificar os sintomas e qual o tratamento

O fígado é um órgão do corpo humano localizado do lado direito do abdomên e é constituído por milhões de células, os hepatócitos, que apresentam organização espacial características, em meio a veias, artérias e canais biliares.

É no hepatócito que se desenvolve o carcinoma hepatocelular, a forma mais comum de tumor no fígado, pois corresponde a 90% dos casos em adultos. O colangiocarcinoma, por sua vez, nasce nos ductos que transportam a bile para o intestino. Existe também, o carcinoma hepático variante fibrolamelar, e o menos frequente, angiossarcoma, que se desenvolve nos vasos sanguíneos do interior do fígado, é o hepablomastoma que afeta as crianças.

Alguns fatores que acarretam o câncer no fígado são:

  *Consumo frequente de álcool                                               

  *Obesidade

  *Diabetes

  *Exposição a alimentos que contém aflatoxina, substância produzida por dois tipos de fungos encontrados no amendoin, milho e mandioca se armazenados em condições não favoráveis.

No começo o tumor pode ser assintomático, quando os sintomas aparecem, os mais comuns costumam ser:

 *Dor do lado direito que erradia para o ombro direito

 * Icterícia (pele e olhos amarelados)

 * Falta de apetite

 * Perda de peso

 * Fraqueza

 * Cansaço

* Fezes esbranquiçadas

* Náuseas e vômitos

* Palidez

* Febre


 

 

células hepáticas (Foto/Reprodução/Getty Images/iStockphoto)

 

 


Para realizar o tratamento, dependendo do estágio da doença, podem incluir a retirada cirúrgica parcial do fígado ou o transplante, quimioterapia e em alguns casos, radioterapia.

Tenha sempre em mente que a melhor prevenção é evitar o consumo frequente e exagerado de álcool, tomar as três doses da vacina contra hepatite B, uso de preservativo em todas as relações sexuais, não compartilhar o uso de seringas como forma de evitar contato com os vírus da hepatite B e C, não se auto medicar, pois até certos remédio comuns podem ocasionar danos irreversíveis ao fígado.

Foto destaque: câncer no fígado (Foto/Reprodução/TuaSaúde)