Notícias

Cão farejador ajuda na identificação de mais de 90 bombas na Ucrânia

23 Mar 2022 - 12h50 | Atulizado em 23 Mar 2022 - 12h50
Cão farejador ajuda na identificação de mais de 90 bombas na Ucrânia

Um cão farejador vem ganhando honrarias de herói de guerra pelos serviços na Ucrânia, após ajudar na identificação de mais de 90 bombas das tropas russas desde o início dos conflitos. 

Conhecido como Patron, nome que em ucraniano significa cartucho/munição, o animal é apenas um filhote e tem dois anos de idade, mas apesar da pouca idade está acumulando experiência em campo. O cão trabalha na identificação de bombas e outras armas inimigas numa equipe antibomba do exército ucraniano na cidade de Chernihiv, cerca de 140 km da capital Kiev.


Patron com seu colete especial preparado para o trabalho (Foto:Reprodução/AmoMeuPet)


A facilidade que o cachorrinho tem em encontrar bombas em meio aos destroços foi o que chamou atenção nas suas operações militares. Um vídeo compartilhado pelo Serviço de Emergência de Estado, agência de defesa civil e resgate na Ucrânia, mostra Patron em ação. É possível ver o cão vestindo um colete especial na gravação, além de ser possível vê-lo brincando com os soldados em momentos de descontração antes de partir para a trabalho.


O cão em ação com os militares ucranianos na busca de bombas russas (Vídeo:Reproduçao/Youtube)


O pequenino Patron consegue farejar bombas mais de dez vezes maior que ele e sua principal missão é achar artefatos que ficaram perdidos nos confrontos ou que não explodiram. Materiais que representariam risco tanto para os seus companheiros quanto para os civis.

E falando em civis...

Em Chernihiv, os combates continuam intensos. É de lá que o governo de Vladimir Putin está sendo acusado pelo governo ucraniano de que as forças russas terem matados diversos civis em uma fila de pão.

Segundo o escritório de direitos humanos da ONU em Genebra há registro de 953 mortes de civis e 1.557 feridos desde o começo das invasões que se encaminham para um mês em breve.

Nesta segunda-feira (21) ao menos oito civis morreram em um shopping center após ataque russo, no distrito de Podilsky, na capital ucraniana de Kiev, segundo o procurador-geral da Ucrânia.

 

Foto Destaque: Cão farejador. Reprodução/UOL