Moda

Chanel vs Hermès: entenda o porque está cada vez mais caro e difícil, conseguir uma peça das marcas

26 Dez 2021 - 10h30 | Atulizado em 26 Dez 2021 - 10h30
Chanel vs Hermès: entenda o porque está cada vez mais caro e difícil, conseguir uma peça das marcas

Chanel e Hermès são marcas com um grande valor aquisitivo no mercado, tanto pelos seus produtos, quanto pelo nome que carregam. Levando isso em consideração, e também as disputas de fim de ano, a marca Chanel resolveu aumentar o valor de um dos seus itens mais famosos. Isso é uma sacada de mercado, levando em consideração que a marca possui concorrentes por todo mundo, e a Hermes é uma delas. 

Segundo o site Exame, "Uma porta-voz disse que os aumentos são uma resposta a flutuações não especificadas das taxas de câmbio, mudanças nos custos de produção e para garantir que as bolsas da marca custam aproximadamente o mesmo ao redor do mundo. Mas executivos e analistas do setor de luxo dizem que a magnitude dos reajustes sinaliza uma estratégia corporativa agressiva: afirmar o controle sobre um dos produtos mais populares da marca, de olho em rivais mais sofisticadas." 


Bolsa/peça clássica da Chanel. (Foto: Reprodução/Pop beee)


As duas marcas realmente estão levando a sério suas produções e demandas. A algumas semanas atrás, foi divulgado que a Chanel, pela demanda e tradição de manter suas peças exclusivas, os clientes só poderão comprar uma bolsa por ano. 


https://inmagazine.ig.com.br/post/Marta-Ortega-e-nomeada-presidente-do-grupo-Inditex

https://inmagazine.ig.com.br/post/Dicas-para-renovar-e-prolongar-a-vida-das-suas-roupas-brancas 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Vivas-e-marcantes-as-cores-chegaram-para-o-show-da-virada-Confira-as-opcoes-para-usar-no-ano-novo 


Já a Hermes, tem um processo mais longo, que ainda continua contando com pedidos adiantados, além do consumidor só poder comprar duas por ano. Alguns especialistas têm usado o argumento de que isso é um jogo de marketing, já que a moda sustentável está ganhando cara e muitas pessoas costumam comprar esses itens caríssimos, em segunda ou terceira mão, dentro de um brechó, por preços mais acessíveis. Disponibilizar apenas uma ou duas compras por ano, faz com que os públicos alvos queiram comprar antes que seja tarde mais.

Foto Destaque: Bolsa clássica da Channel, bolsa clássica da Hermès. Reprodução/LVB Bagaholic.