Notícias

Chega ao fim o mistério do desaparecimento de Dom Phillip e Bruno Pereira após irmãos terem confessado crime

15 Jun 2022 - 20h16 | Atulizado em 15 Jun 2022 - 20h16
Chega ao fim o mistério do desaparecimento de Dom Phillip e Bruno Pereira após irmãos terem confessado crime

Oseney da Costa Oliveira, conhecido como ‘Dos Santos’ e seu irmão Amarildo da Costa Oliveira, o ‘Pelado’ confessaram nesta quarta-feira (15) o assassinato do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips.


Manifestantes que pedem justiça pelo crime no Amazonas se emocionam (Foto: Reprodução/Primeira Página)


 

Oseney foi o primeiro a admitir o crime, seguido por seu irmão Amarildo. A polícia chegou a levar um investigado para a área em que as buscas aconteciam e que as vítimas não eram vistas desde o dia 5 de junho. A PF confirmou no último domingo que uma mochila e documentos pertencentes à dupla foram encontrados.

Dois dias antes, policiais encontraram “material orgânico aparentemente humano” na região. Os dois criminosos haviam sido presos durante as investigações. Segundo fonte da PF, as vítimas foram assassinas a tiros e depois tiveram os corpos queimados e enterrados.

A União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) que alertaram para o desaparecimento da dupla na segunda-feira. O Vale do Javari é a região com a maior concentração de povos indígenas isolados do mundo. A localidade é muito próxima à fronteira com o Peru. Um dos criminosos, Amarildo Pereira de Oliveira foi detido no dia 7, seu irmão, Oseney, foi preso nesta terça-feira (14). O que pode ter motivado o crime ainda é incerto, mas a polícia apura se há alguma relação com a atividade de pesca ilegal na região. 

Sendo a segunda maior terra indígena do país, o Vale do Javari é cenário que favorece os conflitos típicos da Amazônia como: tráfico de drogas, roubo de madeira e avanço do garimpo. Em depoimento, Amarildo alega ter ouvido o barulho de tiros e, chegando ao local, encontrou uma terceira pessoa. No dia seguinte, ele e o irmão decidiram incendiar os corpos, esquartejar e enterrá-los.

Foto destaque: Dom Phillip e Bruno Pereira (Foto: Reprodução/Hugo Gloss).

Mais Lidas