Esportes

Chelsea vence Palmeiras na prorrogação e conquista o inédito título do Mundial de Clubes

12 Fev 2022 - 16h51 | Atulizado em 12 Fev 2022 - 16h51
Chelsea vence Palmeiras na prorrogação e conquista o inédito título do Mundial de Clubes

Nesta tarde (12) no Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi, os ingleses bateram o Verdão por 2 a 1 e conquistaram o inédito título do Mundial de Clubes. Com gols de Lukaku e Raphael Veiga no tempo normal, a final foi para a prorrogação. Aos 117 minutos de jogo, Kai Havertz marcou de pênalti e deu o título ao Chelsea.



O jogo

A partida começou truncada e com os Blues trabalhando bem a bola, enquanto o Palmeiras buscava a velocidade pelas pontas quando ficava com posse. Aos 15 minutos, o Chelsea assustou em uma cobrança de falta, Mount finalizou com perigo. Em seguida, Rony aproveitou um cruzamento e cabeceou para defesa de Mendy. Em jogada individual, Dudu carregou a bola, deu lindo corte e bateu com perigo, o chute passou por cima da meta. Logo depois, Havertz teve duas oportunidades, o alemão finalizou sem perigo para Weverton. No contra-ataque, Dudu desperdiçou uma grande chance. Após uma roubada de bola de Kovačić, Kante acionou Pulisić, o camisa 10 cruzou para área e Lukaku desviou, mas Weverton defendeu.

A segunda etapa começou com time inglês ficando maior tempo com a bola, em jogada trabalhada de Kovačic, o croata acionou Hudson-Odoi, o ponta recebeu e cruzou na cabeça de Lukaku para abrir o placar. Alguns instantes depois, em cobrança de lateral do Marcos Rocha, Thiago Silva pulou com a mão na bola na disputa com Gustavo Gomez e depois de olhar o VAR, o árbitro marcou pênalti para o Palmeiras. Raphael Veiga bateu e converteu. Depois de cobrança de lateral, Havertz finalizou com perigo ao gol de Weverton. Em uma boa troca de passes do Palmeiras, a bola sobrou para Veiga, que bateu fraco. Aos 72 minutos, o Chelsea trocou bons passes, Lukaku escorou para Pulisić e o estadunidense bateu com perigo.

Na prorrogação, o Chelsea apostava na velocidade pelos lados e na bola parada, em jogada de Werner e Pulisić, o alemão cruzou e Piquerez desviou contra a própria meta, a bola bateu na trave. No segundo tempo, em finalização de Azpilicueta, Luan bloqueou com a mão dentro da área e o árbitro marcou o pênalti depois de consultar o VAR. Havertz bateu e converteu. O Palmeiras ainda tentou um abafa no final de jogo e em uma escapada de Havertz, Luan fez uma falta dura e foi expulso em outra intervenção do VAR.

Com a vitória, o Chelsea mantém a sequência de dez títulos seguidos dos europeus no Mundial de Clubes. O último sul-americano a erguer a taça foi o Corinthians em 2012 contra o próprio clube inglês.

 

Foto destaque: Elenco do Chelsea erguendo a taça de Campeão Mundial. Reprodução/UEFA via Twitter.