Notícias

Chuva no Rio de Janeiro deixa ao menos 9 mortos e 13 desaparecidos

02 Abr 2022 - 15h15 | Atulizado em 02 Abr 2022 - 15h15
Chuva no Rio de Janeiro deixa ao menos 9 mortos e 13 desaparecidos

Na madrugada deste sábado (2) foi noticiada a morte de seis pessoas da mesma família, depois de um deslizamento de terra que atingiu sete casas na comunidade costeira de Ponta Negra em Paraty.

 

A prefeitura havia confirmado sete mortes, mas corrigiu a informação. Segundo a mesma, as vítimas são todas da mesma família; a mãe, Lucimar (sem idade divulgada), e os filhos: Luciano, de 15 anos, Jasmin de 10, Yasmin, de 8, Estevão, de 5, e João de 2.

 

O sexto filho de Lucimar, Dorqueu, 12 anos, sobreviveu e foi encaminhado ao Hospital Municipal de Paraty, e depois ao Hospital de Praia Brava, em Angra dos Reis.

 

De acordo com a prefeitura, foram registrados mais de 300 mm de chuva desde quinta-feira.


Queda de barreiras causa danos na comunidade costeira, Paraty. Foto: Google Earth.


 

22 bairros de Paraty foram afetados por alagamentos e outras ocorrências relacionadas. São 71 famílias desalojadas, informa o município.

 

Já em Angra dos Reis, uma criança de 4 anos também morreu em um deslizamento no bairro Monsoaba. Sete casas foram atingidas e 10 pessoas seguem desaparecidas, segundo moradores do local. Cinco pessoas foram resgatadas com vida.

 

A prefeitura de Angra dos Reis, informou através de nota que 19 pessoas estão abrigadas em unidades da rede municipal de ensino. De acordo com o prefeito, Fernando Jordão, foi a maior chuva da história do município. Os deslizamentos também causaram danos nas rodovias BR 101 e RJ 155; por conta desse alto volume de água, os transportes públicos estão transitando com maior intervalo de tempo.


Os sistemas de abastecimento de água também foram afetados, assim como o funcionamento do telefone 192 do SAMU, que por conta disso, disponibilizou outros números de contato:

 

 

(24) 3365-7082
(24) 3365-1698
(24) 3368-5338
(24) 3368-5214
(24) 3368-5147.

 

 

No momento, onze cidades no Rio de Janeiro seguem em estágio de atenção. A informação é do Alertas de Cheia, sistema definido como caráter preventivo que visa melhor convivência das populações com os eventos de enchente.

 

 

Foto em destaque: Defesa Civil em operação de busca em Paraty. Reprodução/ TV Rio Sul