Notícias

Com previsão de ventos fortes, Rio de Janeiro entra em estágio de mobilização

19 Mai 2022 - 20h02 | Atulizado em 19 Mai 2022 - 20h02
Com previsão de ventos fortes, Rio de Janeiro entra em estágio de mobilização

O município do Rio de Janeiro entrou em estágio de mobilização no início da tarde desta quinta-feira (19), devido ao registro de rajada de vento fortes na capital fluminense, segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR).

O estágio de mobilização é o segundo nível em uma escala de cinco e significa que há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade, podendo afetar a rotina de parte da população.


A previsão é de ventos estarão fortes a muito fortes, principalmente na orla. (Reprodução/Diário do Rio)


A Marinha do Brasil emitiu um alerta, na última terça-feira (17), sobre a passagem do ciclone tropical 'Yakecan', que deve chegar ao Rio nesta quinta-feira (19), com rajadas de vento que podem superar os 100 km/h. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que o nome da tempestade significa o som do céu em tupi-guarani.

A previsão para esta quinta é de ressaca forte em praias do litoral do Rio de Janeiro, com ondas de 2,5 a 4 metros, de acordo com o Climatempo. O mar chegou a invadir a praia da Barra na noite de quarta.

Segundo o Alerta Rio, por conta da atuação de um sistema de baixa pressão no oceano, próximo da costa do estado do Rio, a previsão do tempo, na cidade é de chuva fraca a moderada em pontos isolados. O céu também mudou, passou de claro a nublado e houve registro de chuva fraca a moderada durante a tarde. Os ventos estarão fortes (52 km/h e 76 km/h) a muito fortes (acima de 76 km/h), principalmente na orla.

Os modelos numéricos de previsão do tempo estimam que chova menos de 5 mm nesse período em toda a cidade. As temperaturas permaneceram estáveis e amenas, com mínima de 14,4°C, às 2h30, no Alto da Boa Vista, e máxima registrada de 24°C, às 12h45, na Barra da Tijuca, a menor do ano registrada nas estações do Alerta Rio.

Ainda não há impactos na rotina da cidade, mas os cidadãos devem se manter informados.

 

Foto destaque: Recomendação é que a população feche as portas e janelas, se estiverem em casa. Reprodução/Panrotas