Notícias

Companhia Aérea Gol para de batizar seus aviões com água

23 Mar 2022 - 15h55 | Atulizado em 23 Mar 2022 - 15h55
Companhia Aérea Gol para de batizar seus aviões com água

No dia mundial da água, comemorado em 22 de março, a companhia aérea Gol decidiu abrir mão do tradicional batismo de suas aeronaves usando caminhões de bombeiro que lançavam milhares de litros d’agua em cima de aviões. A medida anunciada na terça-feira (22) trouxe uma inovação. Em vídeo divulgado nas redes sociais da Gol, a companhia diponibilizou um filtro do Instagram que simula o efeito das águas sobre a aeronave.

O que se trata o batismo ?

A vinda de um avião novo ou recém-adquirido, a inauguração de uma rota nova ou homenagens a tripulação por alguma razão, sempre foram motivos para as companhias aéreas realizarem o que é conhecido como batismo, que consiste no momento que o avião pousa, dois caminhões dos bombeiros ficam posicionados paralelos um ao outro e lançam jatos de água em direção à aeronave.


Video divulgação do novo filtro da Gol . Reprodução/Instagram 


“Apesar da linda imagem gerada pelo batismo, que atrai curiosos tirando fotos do momento, são utilizados por ação cerca de 3 a 5 mil litros de água. Ainda que seja empregada água de reuso, a ação consome um recurso precioso que pode ser economizado. A GOL, que busca ser uma referência em aviação sustentável no País, decidiu abolir o uso da água em suas comemorações, inovando com uma forma virtual de celebração, com o desejo de que a água tenha destinações mais úteis, diz Loraine Ricino, diretora de Marketing, Comunicação, Canais Digitais e Sustentabilidade da GOL Linhas Aéreas (Via Portal Aeroin).

A medida faz parte de um pacote de ações que as principais companhias aéreas estão promovendo para serem reconhecidas como cada vez mais sustentáveis. A Gol foi a primeira companhia da América Latina a definir a meta de neutralizar 100% de todas as emissões de carbono até 2050. Desde o ano de 2018 a Gol vem substituindo sua frota para o novo Boeing 737 MAX 8 que tem o consumo de combustível 15% menor que o modelo anterior, o Boeing 737-800 NG.

Foto destaque: Boeing 737 sob efeito do novo filtro produzido pela Gol. Reprodução/Instagram.