Esportes

Confira a lista dos clubes mais endividados do Brasil

26 Mai 2022 - 10h50 | Atulizado em 26 Mai 2022 - 10h50
Confira a lista dos clubes mais endividados do Brasil

Atlético e Cruzeiro somam mais de R$ 1 bilhão cada; Corinthians vem logo atrás

Devido à pandemia do Coronavírus, ao final de 2020 a soma das dívidas dos clubes brasileiros atingiu o recorde de R$ 10,14 bilhões (segundo o levantamento da consultoria EY). A volta do público aos estádios e a retomada de negociações com jogadores possibilitou um recuo de 8% nas dívidas das equipes em relação a 2020.

Os que mais reduziram

A equipe do Flamengo, que fechou 2020 com R$ 748,9 milhões em débitos, diminuiu suas dívidas em cerca de 43%, para R$ 323 milhões. O rubro-negro captou mais de R$ 1 bilhão, se tornando o único clube da América do Sul a faturar tal montante. A tendência é que as dívidas continuem diminuindo gradualmente.

Outro clube que está saudável financeiramente é o Palmeiras, que reduziu suas dívidas em R$ 131 milhões (23%) e vem logo atrás do Flamengo em arrecadação, com R$ 910 milhões em 2021, maior faturamento de sua história.

O Atlético Goianiense, que fechou 2021 com uma dívida de 9 milhões, havia encerrado a temporada anterior (2020) com R$ 33,3 milhões em débitos, caracterizando uma redução considerável, de cerca de 74% na dívida em relação ao ano anterior. O clube arrecadou R$ 113 milhões, número que, em comparação com outros clubes, não parece tão relevante, mas configura um recorde para a equipe goiana, que vai para o terceiro ano consecutivo na Série A.

O Fortaleza também diminuiu seu déficit. A equipe passou de 38 para 36 milhões, caracterizando cerca de 5% na diminuição. A capacidade de faturamento é de R$ 175 milhões. O número, expressivamente maior do que de seu rival Ceará (R$ 159 milhões), reflete a ótima fase que o clube viveu em 2021.

O Bahia, mesmo no ano de seu rebaixamento, foi o clube nordestino com o maior faturamento da temporada, com R$ 208 milhões de reais, e viu sua dívida diminuir de R$ 267,9 milhões para R$ 202 milhões.


Cruzeiro é o segundo clube mais endividado do país. (Foto: Thomas Santos/Cruzeiro)


As maiores dívidas

Em primeiro e segundo lugar no ranking das equipes mais endividadas do país, estão Atlético Mineiro (R$ 1,31 bilhão) e Cruzeiro (R$ 1,02 bilhão). No entanto, o Atlético tem o faturamento sete vezes maior do que seu rival (R$ 757 milhões contra R$ 143 milhões).

Na terceira colocação do ranking está o Corinthians, cuja dívida aumentou em 30% em relação a 2020 e hoje configura R$ 928 milhões. O clube paulista teve R$ 502 milhões de receita.

O Botafogo, por sua vez, é o quarto da lista com R$ 863 milhões em dívidas e uma capacidade de captação de apenas R$ 122 milhões, o que deve mudar com a nova gestão do clube, que foi comprado pelo empresário norte-americano John Textor.

Em quinto vem o Vasco (R$ 710 milhões), que também aposta no novo modelo de gestão para contornar a situação. Com uma série de corte de gastos, a equipe teve um decréscimo substancial em relação a 2020, quando tinha R$ 828 milhões em dívidas.

O endividamento das equipes brasileiras se divide, principalmente, entre impostos a pagar (dívidas tributárias) e empréstimos financeiros.

Confira a lista completa:

1 - Atlético-MG: R$ 1,31 bilhão – Dívida/Receita: 2,6x

2 - Cruzeiro: R$ 1,02 bilhão – Dívida/Receita: 7,12x

3 - Corinthians: R$ 928 milhões – Dívida/Receita: 1,85x

4 - Botafogo: R$ 863 milhões – Dívida/Receita: 7,08x

5 - Vasco: R$ 710 milhões – Dívida/Receita: 3,81x

6 - Fluminense: R$ 664 milhões – Dívida/Receita: 1,99x

7 - São Paulo: R$ 642 milhões – Dívida/Receita: 1,35x

8 - Internacional: R$ 631 milhões – Dívida/Receita: 1,65x

9 - Santos: R$ 509 milhões – Dívida/Receita: 1,25x

10 - Palmeiras: R$ 434 milhões – Dívida/Receita: 0,44x

11 - Grêmio: R$ 402 milhões – Dívida/Receita: 0,81x

12 - Flamengo: R$ 323 milhões – Dívida/Receita: 0,30x

13 - Coritiba: R$ 288 milhões – Dívida/Receita: 3,41x

14 - Vitória: R$ 259 milhões – Dívida/Receita: 4,35x

15 - Sport: R$ 231 milhões – Dívida/Receita: 2,45x

16 - Bahia: R$ 202 milhões – Dívida/Receita: 0,97x

17 - Athletico Paranaense: R$ 191 milhões – Dívida/Receita: 0,68x

18 - Ponte Preta: R$ 172 milhões – Dívida/Receita: 4,63x

19 - Avaí: R$ 108 milhões – Dívida/Receita: 4,27x

20 - América-MG: R$ 91 milhões – Dívida/Receita: 0,89x

21 - Goiás: R$ 68 milhões – Dívida/Receita: 1,34x

22 - Fortaleza: R$ 36 milhões – Dívida/Receita: 0,21x

23 - Ceará: R$ 32 milhões – Dívida/Receita: 0,20x

24 - Cuiabá: R$ 15 milhões – Dívida/Receita: 0,21x

25 - Atlético-GO: 9 milhões – Dívida/Receita: 0,08x

 

Foto Destaque: Atlético tem a maior dívida do Brasil. (Reprodução/Atlético Mineiro)

Mais Lidas