Esportes

Confusão generalizada atrasa final da Liga dos Campeões da Europa

29 Mai 2022 - 11h39 | Atulizado em 29 Mai 2022 - 11h39
Confusão generalizada atrasa final da Liga dos Campeões da Europa

Neste último sábado (28), a final da Liga dos Campeões da Europa, atrasou por 35 minutos devido a desorganização provocada por milhares de torcedores aglomerados que estavam sem ingresso e tentaram invadir os acesso do Stade de France, em Paris, para assistir a partida que coroou o Real Madrid 14 vezes campeão do torneio, após vencer o Liverpool por 1 a 0.

Em comunicado oficial, a UEFA afirmou que o ocorrido se deu pois milhares de torcedores que estavam com ingressos falsificados, retardaram a entrada daqueles que possuiam ingressos válidos.

Confira o comunicado da Uefa

"No período que antecedeu o jogo, as catracas do Liverpool foram bloqueadas por milhares de torcedores que compraram ingressos falsos e que não funcionaram nas mesmas. Essa situação criou um tumulto entre os torcedores na tentativa de entrar. Em resultado disso, o pontapé inicial do jogo foi atrasado em 35 minutos para permitir que o maior número possível de adeptos com bilhetes genuínos tivessem acesso. Como o número de adeptos do lado de fora do estádio continuou a aumentar após o início da partida, a polícia os dispersou com o recurso do gás lacrimogêneo, de forma a forçá-los a deixar as imediações do estádio. A Uefa expressa a sua solidariedade com as pessoas afetadas por estas questões urgentemente em conjunto com a polícia e as autoridades francesas, bem como com a Federação Francesa de Futebol.”


Aglomeração dos torcedores do Liverpool (Foto: Getty Images)


Torcedores do Liverpool em confronto com as forças de segurança (Foto: Getty Images)


Torcedores do Liverpool proibidos de entrar no Stade De France (Foto: Getty Images)


Tensão entre torcida e forças policiais (Foto: Getty Images)


Torcedores tentando pular as grades de acesso ao estádio (Foto: Getty Images)


 

Inconformado com a situação, o clube inglês se pronunciou solicitando uma investigação dos fatos e lamentou todo o ocorrido, o nomeando como “problemas inaceitáveis”, confira abaixo.

Comunicado do Liverpool Football Club

"Estamos muito desapontados com os problemas de entrada no estádio e a quebra do perímetro de segurança que os adeptos do Liverpool enfrentaram esta noite no Stade de France. Este é o maior jogo do futebol europeu e os adeptos não deveriam ter de viver as cenas a que assistimos esta noite. Solicitamos oficialmente uma investigação formal sobre as causas desses problemas inaceitáveis."


Volante Fabinho em acão contra o Real Madrid (Foto: Getty Images)


Após a derrota dentro de campo, o jogador brasileiro, Fabinho, que esteve em campo defendendo o Liverpool, também fez críticas contundentes a falta de organização da Uefa:

"A primeira informação que chegou até nós foi que teria 15 minutos de atraso. Depois, 30 minutos. Não nos foi falado nada. Não teve explicação. Vimos algumas imagens da polícia jogando spray de pimenta nos fãs. Isso é triste, não sei porquê. Você via mulheres e crianças levando spray de pimenta na cara. Isso não se vê acontecendo frequentemente na Champions League", afirmou o volante do Liverpool.

De acordo com o balanço do Ministério do Interior Francês, 109 pessoas foram presas e 39 levadas sob custódia policial. Diversos torcedores que não tiveram o acesso liberado tentaram forçar a entrada, pulando as cercas do estádio, o que gerou todo o clima de tensão com as forças de segurança ali presentes, que utilizou gás lacrimogêneo ao tentar conter o avanço.

 

Foto em destaque: Torcedores do Liverpool bloqueados na entrada do Stade de France. Reprodução: Getty Images

Mais Lidas