Esportes

Corinthians e Boca empatam por 0 a 0 no jogo de ida das oitavas da Libertadores

29 Jun 2022 - 10h30 | Atulizado em 29 Jun 2022 - 10h30
Corinthians e Boca empatam por 0 a 0 no jogo de ida das oitavas da Libertadores

A noite desta terça-feira (28) não foi como os torcedores do Corinthians gostariam. No duelo contra o Boca Juniors, disputado na Neo Química Arena, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, a equipe brasileira ficou no 0 a 0 contra os argentinos, e terá a ingrata missão de decidir a vaga na La Bombonera, na próxima terça-feira (5).

O Corinthians foi a campo com vários desfalques, mais precisamente, oito ausências para o duelo contra o Boca, sem poder contar com Gustavo Silva, Gil, Rafael Ramos, Renato Augusto, Du Queiroz, Maycon, Cantillo e Paulinho (só retorna na próxima temporada), o técnico Vítor Pereira quebrou a cabeça para escalar a formação inicial. Para piorar a situação, Fagner e Willian saíram de campo lesionados e viraram dúvidas para o jogo de volta.

O primeiro tempo foi bastante equilibrado, com as equipes apostando em lançamentos e com forte marcação. O principal lance da primeira etapa veio aos 39 minutos, quando Rojo acertou o rosto de Gustavo Mantuan dentro da área, e o pênalti foi marcado. Róger Guedes foi para a cobrança e parou no goleiro Rossi, desperdiçando a melhor chance corintiana no jogo. O Boca então cresceu na partida e aos 47, o centroavante Benedetto obrigou Cássio a fazer uma grande defesa, assegurando o empate na etapa inicial.

No segundo tempo, logo de cara, o Corinthians quase marcou com Giuliano, após ótima jogada de Willian. O Boca revidou em falta cobrada de longe por Óscar Romero, defendida por Cássio. O Timão tentava abrir o placar a qualquer custo, e aos 20 minutos, após boa jogada de Mantuan, Adson perdeu gol incrível, na melhor chance da etapa complementar. As equipes ainda tentaram tirar o zero do placar, mas o placar se manteve inalterado, e a decisão ficou para a próxima semana, em Buenos Aires.



Vítor Pereira comentou sobre a partida e os desfalques em seu elenco. "Queríamos um 1-0 ou 2-1, mas não foi possível, mas jogamos com elenco que tínhamos disponível, arranjamos uma forma de contrariar o Boca e criar dificuldades. Jogamos no limite das opções que temos. Fizemos bons jogos, lutamos, passamos alguns momentos de dificuldade, eles com muitas opções a dispor, e nós pelo calendário que temos somos afetados na Libertadores. Queríamos apresentar nossa melhor força, mas o calendário brasileiro vai nos massacrando e retirando jogadores. Hoje, mais dois", declarou o português.

Antes do jogo de volta, o Corinthians entra em campo no próximo sábado, às 16h30, contra o Fluminense, no Maracanã, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foto Destaque: Róger Guedes em sua penalidade perdida. Reprodução/Digital Esporte