Esportes

Corinthians se consolida como potência no futebol feminino após título da supercopa

14 Fev 2022 - 19h00 | Atulizado em 14 Fev 2022 - 19h00
Corinthians se consolida como potência no futebol feminino após título da supercopa

O título da primeira supercopa feminina coroa o bom trabalho do Corinthians no departamento de futebol feminino. Desde o início do projeto do futebol feminino em 2016, o clube já disputou 14 finais, e saiu vencedor em 11 ocasiões.

A longevidade parece ser a fórmula do sucesso para as meninas do Timão. Desde o início do projeto em 2016, quando foi formado em parceria com o Audax, o time mantém a mesma comissão técnica, chefiada pelo treinador Arthur Elias. A meio-campista Grazi é a única atleta que oficialmente esteve presente em todas as conquistas da equipe.

Inclusive, Grazi é a jogadora mais vencedora da história do Corinthians, agora, ela lidera com duas taças a mais que o goleiro Cássio, que é quem lidera no futebol masculino.

Além de Grazi, a goleira Tainá também esteve presente nas 11 finais, porém, não é oficialmente considerada campeã da Libertadores de 2021, pois não foi inscrita por ter se lesionado. Entretanto, o clube a considera igualmente vitoriosa integrante das onze conquistas.

Enquanto Grazi, já com 40 anos, está próxima da aposentadoria, Tainá tem apenas 26 anos e pode superar a marca da meio-campista.


Gabi Zanotti marcou o gol da vitória aos 48 minutos do segundo tempo. Créditos: Thais Magalhães/CBF


O Corinthians assumiu a administração da equipe feminina em 2018, e desde então domina o cenário do futebol feminino no continente. O treinador Arthur Elias é o maior vencedor do país na modalidade e conta com um elenco com atletas experientes e decisivas nas finais que participa.

Confira as 11 conquistas do Corinthians:

1 Copa do Brasil (2016)*

3 Libertadores (2017*, 2019 e 2021)

3 Paulistas (2019, 2020 e 2021)

3 Brasileiros (2018, 2020 e 2021)

1 Supercopa do Brasil (2022)

*Taças conquistadas no período do projeto em parceria com o Audax, que durou dois anos, de 2016 até o fim de 2017.

 

Foto Destaque: Grazi (esq) e Tamires (dir) levantam a taça da Supercopa do Brasil. Créditos: Reprodução/Rodrigo Gazzanel/Ag.Corinthians

Mais Lidas