Money

Costco mostra como a varejista manteve clientes fiéis na pandemia

04 Jan 2022 - 16h22 | Atulizado em 04 Jan 2022 - 16h22
Costco mostra como a varejista manteve clientes fiéis na pandemia

A capacidade da megavarejista de manter os produtos deles em estoque e oferece-los a preços baixos é com certeza um dos principais motivos de ela ter mantido seus 113 milhões de membros satisfeitos durante essa pandemia, o que fez impulsionar vendas e lucros recordes.

A Costco se beneficia de seu grande poder de compra, dada a enormidade dos pedidos que faz os fabricantes para o abastecimento de suas mais de 800 lojas, que, todas juntas, movimentam quase U$ 200 bilhões em mercadoria todos os anos. Sua estratégia é simplesmente focar em variedades limitadas de produtos – ela vende mais ou menos 4 mil itens, enquanto outros varejistas chegam a oferecer quase centenas de milhares de itens – provavelmente lhe proporciona mais poder de compra por item do que qualquer outro varejistas, explica Galanti.


Costco wholesales (foto: reprodução/ instagram)


A empresa Costco consegue manter uma base de clientes fieis, que pagam US$60 por ano para fazer compras na rede, apesar da forte concorrência com a Amazon e o seu aumento das compras online, devido ao confinamento da Covid-19. Os índices de renovação dos membros são bem maiores a 90%, e a varejista ganhou cerca de 10 milhões de membros novos durante essa pandemia. Os consumidores desses produtos, costumam gastar centenas de dólares em uma única visita, e às vezes passam pela praça de alimentação para comprar um cachorro-quente de US$ 1,50, ou enchem o tanque com gasolina barata, principalmente porque o preço do combustível atingiu uma média nacional de US$ 3,32 o galão, segundo a Associação Automobilística Americana.

A empresa varejista demorou a entrar na internet, mas vem aumentando seus investimentos em comércios eletrônicos. Ela tem reforçado seu sortimento online e expandindo cada vez mais suas operações de atendimento para levar os produtos de forma mais rápida até a porta de seus clientes. O bilionário investidor Charlie Munger, que é também conselheiro da Costco há tempos, comentou recentemente que a empresa “Acabará se tornando um enorme player da internet”, capaz de rivalizar com a Amazon.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Codigos-de-arte-digital-dominam-e-revolucionam-mercado-financeiro-como-ninguem-previu

https://inmagazine.ig.com.br/post/CR7-e-o-influencer-com-post-mais-caro-na-internet

https://inmagazine.ig.com.br/post/O-Santander-esta-de-volta-a-Formula-1

Além disso tudo, ela também tem reputação de remunerar muito bem seus funcionários, o que ajuda a manter a baixa rotatividade. Seu salário inicial é de cerca de US$16 por hora. No entanto, a maioria dos funcionários permanece um tempo suficiente para ganhar um ou dois aumentos. Mais de 60% de seus funcionários norte-americanos trabalham na Costco por mais de cinco anos, sendo um salário médio de seus trabalhadores está em cerca de US$ 24 por hora.   

 

Foto destaque: Reprodução/Instagram