Saúde e Bem Estar

Covid 19: Mais de 100% dos adultos já foram vacinados na capital paulista

18 Ago 2021 - 00h29 | Atulizado em 18 Ago 2021 - 00h29
Covid 19: Mais de 100% dos adultos já foram vacinados na capital paulista

A cidade de São Paulo alcançou a marca de 100% da população adulta vacinada com pelo menos uma dose dos imunizantes disponíveis contra a Covid-19. Até as 13h desta terça-feira (17), 8.929.953 pessoas tomaram a primeira dose e outras 318.498 a dose única das vacinas na capital. Assim, o índice chegou a 100,2% do público-alvo. Nesta quarta-feira (18), começa a vacinação dos jovens, de 16 e 17 anos, com deficiência permanente ou comorbidades, além de grávidas e puérperas dessa faixa etária. “Com esses números alcançados, só temos motivos para comemorar e agradecer a população por ter aderido à imunização”, exalta o prefeito, Ricardo Nunes, a população aderiu à vacina e fez da Virada da Vacina Sampa um sucesso.

Somente no último fim de semana, foram mais de 500 mil doses aplicadas, na Virada da Vacina Sampa. Por 34 horas consecutivas, jovens de 18 a 21 anos se vacinaram. A cidade abriu mais de 600 postos de imunização, com capilaridade em todo o seu território. As suas 468 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) têm sido peças fundamentais na operação, já que estão espalhadas em todas as regiões da cidade, incluindo as mais distantes. Desde o início da campanha foram mobilizados mais de 10 mil profissionais. São 2,5 mil exclusivos para aplicação das vacinas. Optou-se também por locais de fácil acesso, como megapostos, drive-thrus e os mais de 130 postos volantes, entre farmácias, estações de trem, metrô e terminais de ônibus.

LEIA MAIS

https://lorena.r7.com/post/Saude-mental-Problemas-com-os-barulhos-urbanos

https://lorena.r7.com/post/Natacao-Mente-sa-corpo-sao

https://lorena.r7.com/post/Mito-desconstruido-Colesterol-e-vital-para-seu-corpo

Agora a prefeitura fará campanha para a vacinação da segunda dose (Foto: Agência Brasil)


Destaque mundial

A capital apareça à frente de grandes cidades do mundo, como Londres (81,2%) e Nova York (62,6%), que deram início à vacinação antiCovid antes inclusive, em dezembro de 2020. O mesmo acontece com outras capitais do Brasil: Rio de Janeiro (88,2%), Porto Alegre (82,8%), Salvador (96,5%) e Belo Horizonte (70,7%). O percentual para primeira dose também supera o de países como Israel (64,7%), França (68,9%), Alemanha (63,5%) e Japão (50,1%).

O secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido dedica  a marca aos  profissionais de saúde.“Só foi possível chegar até aqui, após 18 meses de pandemia, com a força, o profissionalismo e o compromisso de milhares de servidores e colaboradores da rede municipal de saúde, tanto dos que trabalham na linha de frente do atendimento aos pacientes com Covid-19 e da vacinação, como os que atuam nas diversas áreas da administração, os parceiros das diferentes organizações sociais e diversos outros setores da sociedade que uniram a nós no enfrentamento à pandemia na cidade de São Paulo”, pontua.

 

Nova etapa

Nesta semana, a Capital entrou em uma nova etapa da imunização. A partir desta quarta-feira (18) serão vacinados os adolescentes de 16 e 17 anos de idade. A prioridade no momento é para aqueles mais vulneráveis, como os que possuem deficiência permanente ou apresentam alguma comorbidade associada. Com uma marca tão expressiva para as primeiras doses, outro desafio é fazer com que as pessoas completem o seu esquema vacinal. Até sexta-feira (13), na capital, o número de faltosos da segunda dose era de 211.228 pessoas. Nos casos de não comparecimento, a SMS realiza uma busca ativa que ajuda a compreender os motivos da ausência na segunda dose.

 

 

 

 

 

Foto destaque (Gov. Estado de São Paulo)