Saúde e Bem Estar

Covid-19: No Brasil mais de 59 milhões de pessoas estão com dose de reforço em atraso

19 Mar 2022 - 12h56 | Atulizado em 19 Mar 2022 - 12h56
Covid-19: No Brasil mais de 59 milhões de pessoas estão com dose de reforço em atraso

Segundo um levantamento do Ministério da Saúde mais de 59 milhões de brasileiros ainda não voltaram para tomar a dose de reforço da vacina contra Covid-19. Entre os estados com o maior número de pessoas sem a dose de reforço estão, Rio de Janeiro, com 4,9 milhões de atrasados; São Paulo, com 15,7 milhões; Bahia, com 3,6 milhões; Minas Gerais com 5,3 milhões e Paraná com 3 milhões. 

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, já foram aplicadas as doses de reforço a 39% da população acima de 18 anos, único público que está apto a receber a dose.

Estudos feitos no Reino Unido apontam que reduz o risco de gravidade da Covid-19 para pessoas com 50 anos ou mais vacinadas com as três doses da vacina, ampliando a resposta imune. Outra medida importante ao tomar a dose de reforço, está relacionada à redução da chance de infecção em caso de novas variantes.


Mulher feliz ao tirar a máscara (foto: reprodução/Pinterest)


No Brasil o número de mortes causadas pela pandemia vem apresentando queda diariamente, em comparação aos últimos 14 dias. Os números mostram 32% na média móvel de casos e de 29% na média móvel de mortes.

Apesar do uso de máscara ainda ser obrigatório nacionalmente, conforme a Lei nº 14.019, de 2 de julho de 2020, alguns estados mais o Distrito Federal flexibilizaram o uso devido a essas quedas. Pessoas que estiverem com a covid-19 ou sintomas gripais devem continuar usando a proteção.

Apenas Rio de Janeiro, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Alagoas, Rondônia e o Distrito Federal são os estados que dispensaram o uso da máscara em todos os locais. 

Já os estados como Amazonas, Acre, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte, ainda é necessário o uso da máscara em locais fechados. Nos demais estados o uso obrigatório da máscara de proteção é indispensável.

Foto destaque: reprodução/Pinterest

Mais Lidas