Beleza

Cuidados especiais com a pele conforme a faixa etária

12 Mar 2022 - 10h19 | Atulizado em 12 Mar 2022 - 10h19
Cuidados especiais com a pele conforme a faixa etária

Quem não sonha com uma pele lindíssima como aquelas de capa de revista livre de manchas, linhas de expressão e outros sinais do tempo? Sabemos que a pele é o maior órgão do nosso corpo e os cuidados com ela devem ser fundamentais pois, cada faixa etária pede um tipo de cuidado seja aos 20, aos 30 ou acima dos 50 anos. O nosso corpo muda com o passar do tempo e por isso é necessário adaptar os cuidados de acordo com cada fase da vida. A pele madura requer um cuidado maior que uma pele jovem afinal as bolsas, as linhas finas começam a surgir e para driblar esse processo vale a pena investir no skincare indicado para o seu momento atual. O dermatologista Luís Sousa Uva, diretor clínico da Personal Derma, dará dicas valiosas para garantir o tratamento adequado conforme sua faixa etária.

Cuidados com a pele aos 20 anos

Essa fase é caracterizada por peles mistas ou oleosas com o aparecimento de acnes principalmente nas regiões do rosto, costas e no colo. Isso se dá devido as alterações hormonais que são comuns nessa idade. “Por ser uma pele mais sensível, nesta fase da vida o rosto deve ser cuidado com ácido hialurónico, um ingrediente que funciona como ímã e vai puxar moléculas do nosso organismo para a superfície da pele, atuando como fator hidratante e ajudando a reter água”, explica Luís Sousa.

A pele mista tende a produzir mais oleosidade que os outros tipos de pele trazendo mais dores de cabeça para aqueles que sofrem com acnes, regular essa oleosidade é a chave do sucesso na hora do tratamento e uma dica importante nesse momento é levar a sério a sua rotina de cuidados e seguir à risca as recomendações de seu médico. Luís explica que os alfahidroxiácidos, também conhecido pela sigla AHA, costumam ser bons para quase todos os tipos de pele. "Eles são ácidos derivados de frutos que têm propriedades de rejuvenescimento e de correção de pequenas marcas, como o ácido glicólico ou o ácido cítrico", afirmou.


Cuidados com a pele aos 20 anos (Foto: Reprodução/Dicas de mulher)


Cuidados com a pele aos 30 anos

Aos 30 anos percebe-se uma rotina de vida mais agitada o que em alguns casos pode caracterizar por menos tempo para cuidar da cútis. Além da rotina de limpeza que é fundamental para todas as idades é importante proteger a pele dos raios solares com protetor solar. Nessa idade já é possível notar os primeiros sinais de envelhecimento como linhas finas e marcas de expressão por exemplo. De acordo com o dermatologista nesse momento deverá ser acrescentado a sua rotina a vitamina C, que é um antioxidante essencial para manter a pele limpa, saudável, combate os agressores ambientais no dia a dia, ajuda na prevenção de sinais de envelhecimento e ainda proporciona o clareamento e na luminosidade da pele. "Para além disso, a vitamina C aumenta a luminosidade e ajuda a retirar manchas, portanto clareia e uniformiza o tom da pele", disse.

Nessa faixa etária os homens também começam a se preocupar com a rotina skincare a fim de garantir que quando chegarem aos 40 ou 50 anos estarão com tudo em cima inclusive com a pele firme e sem manchas. Para os homens a elasticidade da pele também começa a diminuir, acarretando em perda de firmeza e sustentação, isto é, fica flácida como qualquer outra. A produção de colágeno diminui e as linhas de expressão principalmente ao redor dos olhos se acentuam. Outros fatores como stress, radiação solar e poeira também interferem na manutenção de uma pele saudável. Os cuidados não são diferentes, cabe ressaltar que deve considerar cada tipo de pele. Lavar o rosto, manter a pele limpa, usar diariamente o protetor solar, aparar a barba e uma rotina skincare conforme recomendações de seu dermatologista ajudarão a manter a pele saudável.


Cuidados com a pele masculina ( Foto: Reprodução/Homem no espelho)


Cuidados com a pele aos 40 anos

Nessa faixa etária a pele inicia sua fase madura fica mais ressecada, fina e sensível, a renovação celular se torna mais lenta e a produção de colágeno diminui significativamente. Os sinais da pele tendem a ser um reflexo maior relacionado a fatores externos como radiação solar, poluição, tabagismo e o consumo excessivo de álcool. Os sinais da idade também começam a se revelar como as linhas finas de expressão. Deve-se investir mais tempo nos cuidados como limpeza, hidratação intensa, proteção solar, esfoliação leve e tratamento para os sinais de envelhecimento. Para isso faz-se necessário começar com o uso de vitamina E ela tem ação antioxidante, anti-inflamatória e é um ótimo rejuvenescedor e deixa a pele mais hidratada e rejuvenescida. "Age como um antioxidante, ajudando a proteger as células dos danos oxidativos, da poluição e do sol, inibindo os radicais livres. Mas, além disso, protege, hidrata e minimiza as vermelhidões,” afirmou Luís. Ele acrescenta ainda que nessa fase pode-se começar o uso de hidroquinona que é um despigmentante que atua no bloqueio da enzima proporcionando uniformização do tom de pele e clareamento das manchas.


Pele uniformizada aos 40 anos (Foto: Reprodução/Jequiti)


Cuidados com a pele aos 50  e 60 anos

Nessa etapa a pele apresenta uma forte diminuição da renovação celular, deve-se contar ainda com o fator hormonal como a menopausa que vem acompanhada da desidratação da pele. É importante manter uma limpeza mais profunda a fim de manter a umidade natural.  Nessa fase o dermatologista recomenda o uso de retinol. "Ele é um derivado da vitamina A que atua na própria genética das células, promovendo uma renovação da epiderme e aumentando a produção de colágeno, melhorando as rugas, marcas e outros problemas associados ao envelhecimento cutâneo, como a pigmentação do fotoenvelhecimento.” Os benefícios são numerosos pois atua contra a acne, promove a desobstrução dos poros, atua na renovação celular, redução de rugas profundas e melhora da textura e firmeza da pele pelo estímulo da síntese de colágeno.

Aos 60 anos a pele é um reflexo dos cuidados feitos ou não nos anos anteriores daí a importância de cuidar da cútis desde cedo. As características da pele variam muito conforme os fatores como exposição ao sol, alimentação pouco saudável tudo isso compromete o bom funcionamento desse órgão vital. Manter a hidratação da pele nessa idade é muito mais difícil devido à dificuldade em manter a circulação periférica que é aquela que acontece em partes específicas do corpo como pernas, braços e abdômen, por exemplo. As linhas de expressão ficam mais marcadas e o pescoço mais flácido. "Nessa fase, precisamos de um creme mais espesso para poder hidratar mais e compensar a perda de água e gordura", explica o médico. Ele afirma ainda que nessa idade pode manter o uso do retinol “ele deve ser incorporado no skincare noturno e aplicado seguido de um hidratante bem denso", conclui.


Cuidados com a pele madura (Foto: Reprodução/Dra. Silvia Cristina)


Não se esqueça os cuidados com a pele devem ser feitos desde jovem e não quando os efeitos da idade começam a aparecer, a proteção solar e a hidratação são peças chaves nesse processo. Consulte sempre o dermatologista de confiança para saber qual o melhor tratamento será indicado para o seu tipo de pele.

Foto destaque: Pele bem cuidada conforme a idade. Reprodução/Camile Maes

Mais Lidas