Notícias

Datena desiste de concorrer a cargo eletivo pelo estado de São Paulo

01 Jul 2022 - 18h46 | Atulizado em 01 Jul 2022 - 18h46
Datena desiste de concorrer a cargo eletivo pelo estado de São Paulo

O jornalista e apresentador José Luiz Datena, em seu programa que passa na Rede Bandeirantes, nesta quinta-feira (30), comunicou para seus telespectadores que desistiu de disputar uma vaga no senado pelo estado de São Paulo, nas eleições de outubro. Já é a quarta vez que Datena desiste de um cargo eletivo, já se predispôs a concorrer aos cargos como senador, prefeito e vice-prefeito.

"Vou lutar pelo bem comum em muitas arenas que existem aí. A mim todos conhecem, eu estarei sempre com meu público, disso não tenho dúvida, e desejo felicidades nesta campanha aos meus quase correligionários", afirmou o apresentador.

“Sigo com a minha bandeira, com os meus princípios, sempre em defesa da democracia e, claro, da Constituição brasileira. Este era eu, este sou eu e este serei sempre eu. Muito obrigado a todos”, completou.


José Luiz Datena (Foto: Reprodução/Instagram)


O apresentador explica que sua decisão foi influenciada por ataques de grupos radicais. “Ignoro certos grupos radicais que me hostilizaram e me hostilizam, mas eles pesaram muito nessa decisão."

O presidente Jair Bolsonaro em forma de apoio declarou aos seus seguidores, que está "fechado" com o apresentador. “Eu estou com Datena lá em São Paulo, fechei com o Datena. Ele está em um outro partido. E tem críticas ao partido. Assim como tem gente que critica o Tarcísio por ele estar no Republicanos. Já era para a gente ter pacificado o negócio", Afirmou presidente.

Ele pertencia ao partido social cristão (PSC), na chapa do ex-ministro Tarcísio Freitas, do partido Republicanos. Pesquisas mostram que o jornalista aparecia como favorito na disputa pelo senado esse ano, pesquisa do real time, em 23 de maio, aponta que ele tinha 29% de intenções de voto. Já na Quest/Genial, em 12 de maio, datena estava com 28%.

Foto de destaque: Datena apresentando seu programa Brasil urgente (Foto: Reprodução/Instagram)