Notícias

Desenhos feitos por crianças revelam crime de estupro do pai que acaba preso

23 Fev 2022 - 18h04 | Atulizado em 23 Fev 2022 - 18h04
Desenhos feitos por crianças revelam crime de estupro do pai que acaba preso

Um homem de 28 anos, pai de duas crianças de 6 e 8 anos, foi detido pela Polícia Civil na madrugada de quarta-feira (23), pelo crime de estupro, após ter sido apresentado desenhos reveladores de suas filhas, segundo informou a Delegacia de Proteção à criança e o adolescente. A violência sexual aconteceu em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Os desenhos feitos pelas crianças têm referência sexual, e foram encontrados em um caderno que havia sido um presente da avó materna das crianças. Os desenhos foram material de divulgação da Polícia Civil.

A investigação em andamento aponta que a avó e a mãe das crianças, já tinham notado comportamentos fora do normal das meninas, que começavam a lidar com uma fragilidade emocional.

Ameaças 

O delegado do caso, Pablo Rocha, garantiu que através dos desenhos, as crianças revelam fatos que conscientemente, talvez não conseguisse expressar. "Os desenhos foram fundamentais para desvendar os abusos e estupros praticados pelo pai", disse a Polícia.

As irmãs foram levadas para atendimento psicológio e médico decorrente do acontecido. A investigação também descobriu que a violência contra as crianças era recorrente e, que o pai ameaçava suas filhas, para que o crime não virasse público.

"A filha mais nova, de 6 anos, chegou a ser enforcada e correr risco de morte", afirmou a Polícia Civil. 


Polícia local de Canoas foi chamada, logo após o alerta de familiares com os desenhos. A prisão do pai foi aprovada pelo Judiciário. (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)


O Brasil tem a média de 45 mil crianças e adolescentes abusados por ano. O levantamento feio pelo Unicef e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que contabiliza 180 mil crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, nos últimos 4 anos.

Como denunciar abusos sexuais?

Disque 100 para a Secretaria de Direitos Humanos. A denúncia é recebida de maneira rápida e anônima, encaminhando o assunto aos órgãos de maior comando, no município de origem da criança ou adolescente. A ligação é gratuita e atendimento de 24 horas, todos os dias da semana.

Além de houver a escolha de ligar para o Disque-denúncia (2253-1177), e a Polícia Militar (190).

 

Foto em destaque: Crianças são abusadas sexualmente pelo pai, que foi detido nesta madrugada de quarta-feira. (Shutterstock)