Notícias

Desfile cívico deixa seis mortos e mais de 20 feridos nos EUA

05 Jul 2022 - 10h15 | Atulizado em 05 Jul 2022 - 10h15
Desfile cívico deixa seis mortos e mais de 20 feridos nos EUA

A cidade de Highland Park, nos Estados Unidos, viveu um verdadeiro terror nesta segunda-feira (4), depois de um ataque em massa, que deixou seis mortos e mais de 20 feridos durante um desfile cívico em celebração ao Dia da Independência do país.

Um homem efetuou disparos do alto de um telhado durante o desfile na cidade perto de Chicago, no estado de Illinois. O tiroteio aconteceu em um dos lugares onde moradores guardavam lugar para assistir ao desfile. Por volta das 10h15 (8h15 de Brasília), o atirador abriu fogo, segundo o divulgaram as autoridades.

O hospital NorthShore University Health Center atendeu 26 pacientes após o ataque. Todos, exceto um, tinham ferimentos de bala, disse o diretor médico Brigham Temple. Os feridos tinham idades que variavam de 8 a 85 anos. Temple estimou que quatro ou cinco pacientes são crianças.

Um homem de 22 anos, identificado como um suspeito pelo ataque, foi preso durante a noite


Policiais na avenida central de Highland Park após o ataque no desfile de Independência dos EUA. (Foto: Reprodução/Nam Y. Huh/AP)


Não se sabe mais detalhes sobre as vítimas. Mas a informação é que um dos mortos era um cidadão mexicano, disse Roberto Velasco, diretor de assuntos norte-americanos do México. Ele também afirmou que outros dois mexicanos ficaram feridos.

O comandante da polícia de Highland Park, Chris O'Neill, disse que o atirador usou um fuzil de alta potência para disparar do lado de um prédio comercial. Ele falou que o fuzil foi recuperado no local e que a polícia também encontrou uma escada presa ao prédio.

Após os disparos, as pessoas, muitas ensanguentadas e assustadas, fugiram do local, deixando objetos pessoais pelas ruas. Imagens mostram um saco de batatas fritas meio comido, uma caixa de biscoitos de chocolate derramada na grama e um boné infantil do Chicago Cubs pelo chão.

Foto Destaque: Reprodução/Brian Cassella/Chicago Tribune via AP

 

Mais Lidas