Saúde e Bem Estar

Dia 24 de junho é o último dia da campanha nacional de vacinação contra gripe e sarampo

20 Jun 2022 - 15h01 | Atulizado em 20 Jun 2022 - 15h01
Dia 24 de junho é o último dia da campanha nacional de vacinação contra gripe e sarampo

A Campanha Nacional de Vacinação contra gripe e sarampo começou no dia 4 de abril. O total de imunização das pessoas contra a gripe foi de 44%. Já contra o sarampo, o governo esperava vacinar cerca de 12,9 milhões de crianças. Entretanto, somente 4 milhões receberam o imunizante – uma cobertura vacinal de 39,55%, de acordo com dados do LocalizaSUS.

A data prevista para o encerramento da campanha era no dia 3 de junho, contudo, o Ministério da Saúde prorrogou o encerramento para o dia 24 de junho. Não haverá mais prorrogação e a campanha se encerra na próxima sexta-feira, como foi decretado. 

De acordo com a pasta, 77 milhões de brasileiros fazem parte do grupo prioritário para receber a proteção contra influenza. A nota acrescenta que o governo já distribuiu quase 80 milhões de doses para todo país.


Informações sobre Vacinação da Gripe (Foto: Reprodução/Instagram)


A partir do dia 25 de junho, o Ministério da Saúde informou que estados e municípios poderão ampliar a campanha contra a gripe para toda a população a partir de 6 meses, enquanto durarem os estoques da vacina Influenza. 


Informações sobre Vacinação do Sarampo (Foto: Reprodução/Instagram)


Já a imunização contra o sarampo faz parte do Calendário Nacional de Vacinação e os imunizantes estão disponíveis durante todo o ano.

É preciso estar atento com a gripe que é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. O vírus se propaga facilmente, levando a casos leves, mas, também, a casos graves, que aumentam as taxas de hospitalização e provocam a morte de pessoas mais vulneráveis à doença. Já o sarampo, é uma doença viral aguda altamente transmissível que pode apresentar diversas complicações, principalmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade.

Por conta disso, vacinação é de extrema importância e a forma mais eficaz de prevenir a gripe e o sarampo. Protegendo todas as pessoas com maior risco de desenvolver complicações.

Em todo o pronunciamento do Ministério da Saúde foi reforçado a importância da vacinação para evitar os casos graves da doença, assim como a ampliação dos vírus, principalmente durante os meses mais frios do ano que podem alastrar mais facilmente. 

 

Foto Destaque: Reprodução/Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro.