Money

Do entretenimento ao mundo dos negócios no exterior: conheça a trajetória de sucesso de Bruno Vaz

11 Abr 2022 - 17h45 | Atulizado em 11 Abr 2022 - 17h45
Do entretenimento ao mundo dos negócios no exterior: conheça a trajetória de sucesso de Bruno Vaz

Como produtor digital, Bruno Vaz já trabalhou com grandes nomes do cenário artístico. De Luan Santana, a Claudia Leitte, o influenciador fez nome e sucesso no entretenimento, mas nunca sossegou. A inquietude interna trouxe o lado bom de não se acomodar com as conquistas e fez com que ele fosse atrás de mais. E o melhor de tudo, é que isso não tem nada a ver com dinheiro.

Nascido em Belo Horizonte, Minas Gerais, terra de povo hospitaleiro e atencioso, Bruno tem sempre um ‘cadim’ de tempo de trocar prosas e contar ‘causos’ quando está na companhia de amigos. Após se mudar com a mulher e os três filhos para Orlando, nos Estados Unidos, Vaz ainda não se esquece, e de vez enquando chama um colega de ‘ocê’ e solta um ‘uai’ ou um ‘trem’ no podcast Na Gringa que comanda ao lado do amigo Hugo Alencar. No programa de áudio disponível em um canal do YouTube, Bruno recebe toda a semana uma nova personalidade para entrevistas.

Ainda não satisfeito com o tamanho da bagagem profissional, o mineiro ainda faz jus à fama do povo de sua cidade natal de ser “come quieto”, pelo simples fato de prezar pela discrição e não fazer alarde de seus feitos.  Mas aqui, a gente entrega tudo. A última tacada do empreendedor foi se lançar no mundo dos negócios.

Bruno Vaz acaba de fundar uma startup na Flórida de educação para jovens da próxima geração. A plataforma de ensino é voltada para adolescentes de 14 a 17 anos que querem aprender mais sobre mercado financeiro, criptomoedas, NFTs e games. A empresa ainda conta com sócios de peso, tanto na área econômica como mestres de ensino pedagógico.

Estou em processo de algo que sempre esperei. E agora é a hora. Quem tinha que sair saiu, quem tinha que chegar chegou. Enfim, o momento chegou! E já deu certo, sabe porquê? Porque o resultado financeiro não interessa. Em primeiro lugar porque eu reconheci que só de já estar realizando esse projeto eu sou um vencedor. E sabe porquê? Porque eu sei de onde Deus me tirou. Minhas orações não são por faturamento e sim por agradecimento”, refletiu o empreendedor recentemente nas redes sociais, em uma conta com mais de 30 mil seguidores.

Em tempo, alguém ainda tem dúvida de que o “mineirinho” vai ainda mais longe?

 

Foto destaque: Bruno Vaz. Reprodução/Divulgação