Esportes

Douglas Souza relata em redes sociais ter sofrido homofobia durante viagem

09 Set 2021 - 09h00 | Atulizado em 09 Set 2021 - 09h00
Douglas Souza relata em redes sociais ter sofrido homofobia durante viagem

Em suas redes sociais, o ponteiro da seleção brasileira de vôlei Douglas Souza, publicou um vídeo nesta terça-feira (07), falando que foi vitima de ataques homofóbicos em viagem para Itália, e que teve medo de ser deportado. O jogador que é o novo reforço do Vibo Valentia, equipe da primeira divisão do Campeonato Italiano de Vôleibol, onde irá jogar ao lado de outros dos companheiros brasileiros: o ponteiro Maurício Borges e o central Flávio. O atleta não deu detalhes mais explícitos do ocorrido, mas disse que explicaria detalhadamente a história quando estivesse em seu apartamento na Itália.

https://inmagazine.com.br/post/Rayssa-Leal-celebra-seis-anos-de-video-viral-como-fadinha

https://inmagazine.com.br/post/Famosos-se-manifestam-a-favor-da-democracia-no-7-de-setembro

https://inmagazine.com.br/post/Fifa-diz-que-gasto-pela-transferencia-de-jogadores-internacionais-quase-triplicaram-em-10-anos


                                       (Vídeo: Reprodução/Uol)


''Hoje foi um dos piores dias da minha vida! Foi horrível, está sendo horrível! Só não contei realmente tudo o que aconteceu hoje porque eu tenho medo deles tiraram a minha passagem e me deportarem, e aí eu não vou conseguir chegar na Itália. Mas chegando lá, quando eu estiver instalado no meu apartamento, com internet, Wi-Fi, quando tudo estiver certinho, eu conto a m… que eu vivi hoje. Puro preconceito, homofobia. Vou contar sim. Eu não mereço isso, ninguém merece isso” - disse Douglas Silva.

 

Em 2021, o atleta manteve em suas redes sociais ações sobre diversidade, atividades bem humoradas e brincadeiras em campanha de luta contra o desrespeito à Comunidade LGBTQI+, contando com o apoio de figuras ilustres do meio, como a cantora Pablo Vittar e até artistas internacionais. O jogador já decladou com ênfase em palavras fortes sobre sua luta e principal objetivo com ela. "Sou a prova viva de que uma pessoa LGBTQI+ pode ser um atleta de alto rendimento" - disse Douglas durante os Jogos Olímpicos. Ele já é o maior expoente do ainda tímido grupo de atletas homosexuais do esporte brasileiro, e mesmo sem trazer medalha para o Brasil em Tóquio, se tornou motivo de orgulho para milhares de brasileiros.

 

Foto Destaque: Reprodução/Instagram

Mais Lidas