Saúde e Bem Estar

Dra. Natália Sartoretto tira dúvidas sobre implantes dentários

02 Mai 2022 - 10h43 | Atulizado em 02 Mai 2022 - 10h43
Dra. Natália Sartoretto tira dúvidas sobre implantes dentários

Perder um dente é um processo que pode provocar vários traumas físicos e emocionais. Desde de dificultar a mastigação até efeitos na autoestima. O implante dentário surge como um caminho para reabilitação. O procedimento cirúrgico fixa uma prótese utilizando um parafuso de titânio para substituir a raiz do dente. É quase impossível diferenciar o implante de um dente natural.

A cirurgiã dentista especialista em implantes, Natália Sartoretto, explica que perder um dente nem sempre está ligado a falta de cuidado e higiene. “Por exemplo, se a pessoa bateu a boca ou um objeto muito duro bateu na boca dela pode se provocar um trauma nesse dente. Esse trauma pode levar a uma trinca, uma fratura e esse dente começa a doer provocando uma infecção local. Nesse ponto a gente precisa extrair.


Natália Sartoretto, cirurgiã dentista especialista em implantes (Foto: Reprodução/Divulgação)


Paciente que tem doenças periodontais - causadas em principio na gengiva, também podem ter a necessidade de extrair um dente. “Começa com uma gengivite e se você tratar a questão se resolve. Agora, do contrário, evolui para uma perda óssea que faz com que os dentes fiquem moles. Dependendo do grau é indicado a extração e aí temos a necessidade do implante”, detalha a cirurgiã dentista.

Em alguns casos a extração dos dentes e a colocação do implante são feitos no mesmo procedimento, mas em outras situações é necessário aguardar três meses após a retirada para verificar se a pessoa tem condições de seguir com o tratamento.

Os implantes ainda podem ajudar quem usa dentadura, mas não tem condições de colocar implante em toda a boca por questões médicas. Com o implante de dois ou quatro dentes é possível fixar as próteses.

O paciente que usava uma dentadura pode voltar a mastigar. Você consegue reabilitar a função e a questão estética. São implantes que deixam essa dentadura fixa”, conta Natália Sartoretto.

A procura por esse tipo de procedimento tem crescido, mas muita gente ainda não procura por achar que é caro. Hoje o tratamento é acessível. Com a grande quantidade de empresas no mercado oferecendo os mais diversos produtos para implantes os preços caíram.

Mesmo com facilidades é preciso sempre ficar atento. A dica é sempre procurar um profissional capacitado e de confiança. “Às vezes o paciente procura o profissional querendo um implante. Nós temos como protocolo realizar uma tomografia computadorizada, porque conseguimos observar toda parte óssea do paciente. Muitas vezes com uma panorâmica, a gente não tem a profundidade e não consegue avaliar”, explica a especialista.

Então, quando for procurar um profissional sempre veja como ele vai fazer essa avaliação para que você tenha o resultado que busca. Para não ter que operar de novo ou recolocar o implante e isso dificulta o tratamento”, alerta e conclui a cirurgiã dentista, Natália Sartoretto.

Sempre busque um profissional qualificado e de confiança. A ideia é que você faça o tratamento para que ele dure 10, 15 anos na sua boca.", contou.

 

Foto destaque: Implante dentário. Reprodução/Divulgação