Tech

Elon Musk deseja implantar internet Starlink em linhas aéreas

20 Out 2021 - 19h40 | Atulizado em 20 Out 2021 - 19h40
Elon Musk deseja implantar internet Starlink em linhas aéreas

O bilionário e magnata de negócios aeroespaciais, Elon Musk, divulgou em sua página do Twitter na última quinta-feira (14.out.2021) que está negociando com as linhas aéreas americanas a possibilidade de instalar um serviço de banda larga via satélite, chamado Starlink, o qual será providenciada pela sua empresa de foguetes, a SpaceX.

Musk não comunicou nenhuma outra informação sobre as negociações da banda larga, quais empresas aéreas participarão do contrato ou mesmo uma previsão de quando terá início as primeiras implantações nas aeronaves. Ainda, pediu aos seguidores que avisem as companhias de aviação caso tenham interesse em usufruir do recurso durante a trajetória dos voos.

https://inmagazine.com.br/post/Elon-Musk-deseja-investir-na-tecnologia-5G-no-Brasil

https://inmagazine.com.br/post/Elon-Musk-defende-renda-basica-universal-para-reduzir-o-impacto-sobre-o-uso-de-robos-no-futuro

https://inmagazine.com.br/post/Instagram-planeja-notificar-usuarios-sobre-problemas-tecnicos-na-plataforma

“Baixa latência. Conectividade de meio gigabyte no ar”, complementou Musk no tuíte. A empreitada promete melhoria de velocidade e sinal para voos comerciais.



O objetivo é lançar ao espaço o equivalente a 12 mil satélites. Segundo a empresa, a operação terá um custo de cerca de U$ 10 bilhões. A SpaceX já lançou mais de 1.740 satélites da Starlink em órbita, e mais de 100 mil usuários em 14 países desfrutam do serviço de teste beta da ferramenta.

A plataforma Starlink tem se tornado bastante popular nos últimos meses: atingira cerca de 90 mil assinantes no mês de agosto; agora em outubro, a estimativa é que já tenha superado a marca dos 120 mil clientes, embora ainda seja especulação.

A Starlink é uma ramificação da empresa americana de estudo e desenvolvimento de tecnologia aeroespacial, SpaceX, cujo objetivo é projetar satélites de baixo custo e alto desempenho para estudar o espaço, e transceptores terrestres para implementar sistemas de comunicação baseados na internet.

A companhia é uma entre várias organizações que atualmente providenciam a internet banda larga via lançamento de pequenos satélites. É possível citar, como concorrentes, a Kuiper, da Amazon; e as OneWeb, Planet e Blue Canyon Technologies, da Raytheon Technologies.

 

Foto de destaque: Reprodução/Info Money.