Money

Elon Musk pode entrar no conselho de administração do twitter

07 Abr 2022 - 21h40 | Atulizado em 07 Abr 2022 - 21h40
Elon Musk pode entrar no conselho de administração do twitter

Elon Musk, o presidente da Tesla, disse que o Twitter iria ter melhorias significativas a partir desta terça-feira (5), depois que a plataforma anunciou planos de nomeá-lo ao conselho de administração.

Contudo, a nomeação de Musk ao conselho, bloqueará as chances da sua oferta de aquisição, pois estando na cadeira do conselho ele não pode possuir mais de 14,9% das ações do Twitter, seja como acionistas individual ou membro de um grupo.

A divulgação da compra de 9,2% do Twitter por Elon Musk na terça dessa semana (5), deu lugar para especulações generalizadas sobre suas intenções como o maior acionista da empresa que estavam entre uma aquisição completa da rede social a uma posição ativa. 


Elon Musk é um dos maiores acionistas do Twitter. (Reprodução/Internet)


Parag Agrawal, presidente-executivo do Twitter, tweetou: “Estou animado em compartilhar que estamos nomeando @elonmusk para nosso conselho”. Logo em seguida, Elon respondeu:“Estou ansioso para trabalhar com Parag e o conselho do Twitter para fazer melhorias significativas no Twitter nos próximos meses”.

O presidente da Tesla não deu nenhum detalhe dos seus planos para a empresa, que atualmente luta para aumentar o número de usuários ativos na plataforma, e busca novos projetos para dar fim a uma estagnação de longa data.

“As notícias de que ele está assumindo um cargo no conselho levarão a expectativas de que ele deseja e terá um maior envolvimento na tomada de decisões na rede social”, comentou a analista sênior da Hargreaves Lansdown, Susannah Streeter.

O Twitter é uma das redes sociais mais famosa da internet inteira. O que mais trás fama para a rede são as "trends", onde quanto mais falado é um assunto, maia visibilidade ele ganha, recebendo destaque no Twitter. Os funcionários do Twitter dizem que o envolvimento de Elon Musk com o Twitter pode beneficiar muito a rede social, já que a participação dele iria acelerar o lançamento de recursos e produtos.

 

 

Foto em destaque: Gazeta do Povo. (Reprodução/Internet)