Saúde e Bem Estar

Em Juiz de Fora, paciente suspeito de estar com a varíola dos macacos está isolado para estudos

22 Jul 2022 - 15h30 | Atulizado em 22 Jul 2022 - 15h30
Em Juiz de Fora, paciente suspeito de estar com a varíola dos macacos está isolado para estudos

Está sob investigação o primeiro caso da “Varíola dos macacos” na cidade mineira de Juiz de Fora. Por ser possivelmente o primeiro caso local, o paciente, está isolado e também sendo monitorado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) desde a última quarta-feira 20. A equipe do G1 entrou em contato com o paciente para saber mais detalhes da doença.

O paciente de 37 anos pediu para não ser identificado, contou em um trecho que os sintomas começaram há duas semanas, mesmo período em que ele fez uma viagem para Manaus (AM) e que talvez ele tenha se infectado lá com o vírus. Logo de cara, o doente foi ao hospital e já realizou os testes de Dengue e Covid-19, ambos deram como negativo a infecção.

Há exatamente duas semanas atrás, eu tive um estado febril. Já no fim de semana, tive febre mesmo e por isso fui ao hospital no domingo. Lá fiz os testes de Dengue e Covid-19, mas deram negativo. Quando voltei para casa, logo percebi uma ‘bolinha’ vermelha no meu braço direito e que coçava. Depois comecei a sentir um desconforto tipo da hemorróida e que nos outros dias só piorou. Em seguida, as ‘bolinhas’ apareceram em todo meu corpo, até na região genital”, disse R em entrevista.


Foto: Pessoa com sintoma da varíola dos macacos/ Reprodução: R7 Notícias/ Saúde


Como sua situação estava piorando, ele procurou um médico proctologista (médico especializado em doenças na região do intestino, reto e ânus). O especialista pediu exames de sorologia, e mesmo assim ainda nada foi confirmado. Contudo nos dias seguintes, mais ‘bolinhas’ surgiram e aí ele disse que poderia ser a Varíola dos macacos e aí me mandou procurar um infectologista para ter mais detalhes.

O paciente contou que já na segunda-feira (18) deu entrada na área de internação de um hospital na cidade de Belo Horizonte, que é onde o kit e a coleta do material para a infecção estão sendo colhidos. “Lá eles coletaram secreções e casquinhas das lesões, amostras do meu sangue e amostras do meu nariz e boca”, contou R. Para completar ele disse que o resultado desse exame ainda não saiu, por isso ele se mantém em isolamento. 

Foto Destaque: Médico segurando amostra do vírus da Varíola dos macacos/ Reprodução: Olhar Digital