Cinema/TV

Em São Paulo, Tim Burton contempla homenagens e reitera idolatria por Zé do Caixão

11 Mai 2022 - 12h15 | Atulizado em 11 Mai 2022 - 12h15
Em São Paulo, Tim Burton contempla homenagens e reitera idolatria por Zé do Caixão

O diretor norte-americano Tim Burton, famoso por filmes como “Edward Mãos de Tesoura” (1990), “Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas” (2003), “Os Fantasmas se Divertem” (1988), dentre tantos outros, esteve em São Paulo na última semana.

O cineasta veio contemplar um enorme mural grafitado pela artista Luna Buschinelli no Edificio Garagem, no centro da cidade, cuja obra foi concebida e assinada por ele. A imagem tem cerca de 100 metros de altura e retrata um robô enfrentando uma peculiar criatura tentacular.


Mural produzido pela artista Luna Buschinelli a partir de desenho de autoria de Tim Burton. (Foto: David Brenon Ribeiro/Arquivo Pessoal)


Burton também presenciou a inauguração da exposição interativa “A Beleza Sombria dos Monstros”. A mostra, localizada na oca do Parque do Ibirapuera, na Zona Sul de São Paulo, é uma homenagem aos 13 anos do livro “A Arte de Tim Burton” e conta com 14 salas divididas em dois andares, que totalizam 2,6 mil metros de imersão na obra do diretor.

Durante a passagem, o artista aproveitou para reiterar sua admiração por José Mojica Marins, icônico cineasta brasileiro mais conhecido como Zé do Caixão: “Cresci vendo os filmes dele. E tive a feliz oportunidade de conhecê-lo na última vez que estive em São Paulo, disse Burton, em entrevista ao Fantástico.

Na ocasião, o diretor estadunidense veio conferir outra exposição sobre sua obra, e o encontro com o cineasta paulistano ocorreu no MIS (Museu da Imagem e Som), onde os trabalhos de Burton estavam expostos.

Conhecido como o “pai” do terror nacional, ainda na década de 1960 Mojica conceberia filmes que se tornariam clássicos do gênero, como “À Meia Noite Levarei Sua Alma” (1964) e “Esta Noite Encarnarei no Seu Cadáver” (1965). O diretor faleceu em 2020.

A mostra “A Beleza Sombria dos Monstros” já está aberta ao público e ocorre até o dia 14 de agosto, de terça a domingo, das 9h às 21h. Os ingressos custam a partir de R$ 20.

 

 

Imagem Destaque: O encontro entre Tim Burton e Zé do Caixão em 2016. Danilo Verpa/Folhapress