Saúde e Bem Estar

Em Sergipe, vacinação de idosos e profissionais da saúde contra a Influenza não registra bom desempenho

25 Abr 2022 - 19h26 | Atulizado em 25 Abr 2022 - 19h26
Em Sergipe, vacinação de idosos e profissionais da saúde contra a Influenza não registra bom desempenho

Em Sergipe, a vacinação contra a Influenza está em baixa, os grupos prioritários, idosos e profissionais da saúde, não aderiram a essa nova campanha, segundo informou a  Secretaria de Estado da Saúde (SES)  nesta segunda-feira (25). Somente 18% dos profissionais da saúde e 23% dos idosos se vacinaram até agora. 

A campanha, que é feita pelos municípios, começou no dia 4 de abril, seu objetivo é imunizar a população contra os vírus H1N1, H3N2 e Influenza A. 

No estado, estimou-se que cerca de 59.555 profissionais de saúde fossem se vacinar, porém, somente 11.243 foram receber o imunobiológico. Já sobre os idosos, apenas 61.864 se vacinaram, no total, há 262.585 pessoas com 60 anos ou mais. 

A Secretaria de Saúde alerta que é necessário tomar  a vacina anualmente, dessa maneira,  quem se vacinou na última campanha precisa atualizar o esquema vacinal aderindo a uma nova dose contra a Influenza. 



Em entrevista para o G1 Sergipe, Sândala Oliveira, gerente estadual do Programa de Imunização, afirmou que, "Quando as pessoas estão vacinadas, a transmissão diminui, por isso, é importante que as pessoas tenham consciência de que há muitos vírus gripais em circulação. Então, quanto mais cedo os grupos prioritários procurarem a unidade de saúde para serem vacinados, mais cedo estaremos imunizados”. 

No início de maio essa campanha se estenderá para os demais grupos prioritários, que são eles: gestantes, puérperas, crianças de 6 meses e com menos 5 anos,  professores, população indígena, pessoas com deficiência, pessoas com comorbidades, profissionais do transporte coletivo rodoviários, caminhoneiros, trabalhadores portuários, forças armadas, forças de segurança e salvamento, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.  

Essa é a melhor maneira de previnir a população dos vírus, por isso é fundamental que a população se vacine. 

Foto destaque: Reprodução/ Governo Federal/ Mínisterio da Saúde. 

Mais Lidas