Money

Embelleze aposta em ensino tecnológico com Semenzato como investidor

30 Set 2021 - 08h23 | Atulizado em 30 Set 2021 - 08h23
Embelleze aposta em ensino tecnológico com Semenzato como investidor

O Instituto Embelleze, uma das principais marcas de produto de beleza e rede de franquias de escolas de cabeleireiros do Brasil, deseja virar uma "edtech", ou seja, conceito usado para empresas de educação com alguma característica tecnológica e que é responsável por uma expansão em velocidade acelerada de negócio. Uma das apostas da empresa é na modalidade de ensino digital e em cursos à distância, com o objetivo de aumentar seu faturamento nos próximos anos.

https://inmagazine.com.br/post/Precos-do-milho-na-China-devem-cair-devido-a-grande-safra

https://inmagazine.com.br/post/Caixa-Economica-lanca-emprestimo-de-ate-R-100000-pelo-Caixa-Tem

https://inmagazine.com.br/post/No-dia-do-Turismo-veja-os-10-brasileiros-bilionarios-do-setor

 

Por conta do cenário de pandemia, os cursos profissionalizantes presenciais, principal modelo de negócio da marca, precisaram dar lugar aos digitais, em uma forma de ensino híbrido, onde as aulas teóricas são pela internet e as práticas aplicadas no dia a dia dos salões. Segundo a empresa, essa nova metodologia será mantida. 

 

O Instituto está lançando três novos cursos ligados ao setor de tecnologia e empreendedorismo dentro do segmento de beleza. Os cursos serão realizados em parceria com a Uniasselvi, onde serão oferecidos na área de graduação e pós-graduação EAD. A Uniasselvi possui mais de 150 cursos e 364.000 alunos matriculados. 

 

Sobre a parceria, Daniel Narcizo Pereira, CEO do Instituto Embelleze disse:

Estamos mostrando que é possível se reinventar, inovar e trazer modernidade a qualquer tipo de setor. Nossa parceria com foco nos cursos digitais é uma aposta para alcançarmos mais profissionais, de qualquer região

 

A Embelleze conta com um investimento de 1 milhão de reais no setor de educação. O responsável por esse aporte é o empresário e Shark Tank  José Carlos Semenzato, responsável por expandir a marca Brasil afora e que controla a SMZTO Holding.


O empresário João Carlos Semenzato, de vendedor de coxinhas, torna-se investidor da Embelleze, a maior no ramo de beleza do país. (Foto: Reprodução/Exame.com)


É um avanço estratégico na parte edtech da empresa. A rede oferece 20 cursos, sendo os principais de manicure, pedicure, cabeleireiro, barbeiro e maquiagem.

 

Os cursos digitais, todavia, não devem ser o foco principal de atuação do Instituto. O objetivo ainda tem sido a modalidade presencial, já que a parte prática nos cursos de beleza indispensavelmente ainda precisam do contato físico.

 

Também será lançado um streaming educativo, uma espécie de spotify da beleza, chamado de Embelleze Educa, que estará disponível na plataforma Bookplay. Serão oferecidos mais de 100 cursos digitais voltados para o empreendedorismo. Dentre os temas podem ser destacados os cursos de gestão de estoque e fluxo de caixa. De acordo com Daniel, são novos caminhos de crescimento da empresa. Ele complementa dizendo: 

 

Esse é um passo para educar os novos empreendedores do setor. Aqueles que têm gosto pelo segmento mas não sabem como conduzir um negócio

 

Em breve, a rede tem o objetivo de comercializar por venda direta os mais de 20 cursos oferecidos pelas unidades franqueadas. O diretor de departamento de vendas diretas, Marcel Szajubok, diz:

 

A venda direta é sempre uma grande saída para que pessoas possam ganhar dinheiro em situações como a atual, em que há uma crise financeira

 

 

Foto destaque: Reprodução/guiafranquiadesucesso.com