Notícias

Emmanuel Macron destaca projeto de 'nação ecológica' após ser reeleito presidente da França

25 Abr 2022 - 15h38 | Atulizado em 25 Abr 2022 - 15h38
Emmanuel Macron destaca projeto de 'nação ecológica' após ser reeleito presidente da França

Reeleito presidente da França com a porcentagem de 58% dos votos, de acordo com as projeções, Emmanuel Macron, focou seu discurso de vitória no objetivo de transformar a França em uma nação ecológica, neste domingo (24).

Macron chegou a repetir seu projeto de fazer a França uma "nação ecológica".

"Vocês escolheram hoje um projeto ambicioso. Um projeto europeu, social e ecológico, baseado no trabalho e na criação", disse Macron, antes de anunciar sua intenção de tornar a França "uma grande nação ecológica".

"De agora em diante, não sou mais o candidato de um campo, mas sim o presidente de todos", discursou Macron, após sua vitória, aos pés da Torre Eiffel, em Paris.


Emmanuel Macron derrota a candidata Le Pen, considerada da extrema direita, que atingiu 42% dos votos. (Foto: Montagem IG/Rémi Noyon/ Flickr e Remi Jouan)


Durante seu discurso de vitória, as menções de Macron tinham alvos políticos bem definidos, como:

- Os que votaram nele para evitar o projeto de extrema direita representada por Le Pen. Ele afirmou a esse grupo que tem a consciência de que a escolha por ele o coloca como depositário do apego á República.

- Aqueles que se abstiveram. Ele afirmou que a opção por "silêncio" dos eleitores também tem significado.

- Os eleitores de Le Pen. De acordo com Macron, o governo precisa interferir todos em sua volta, e a raiva e os desentendimentos precisam encontrar respostas.

O presidente reeleito reforça que os próximos cinco anos não serão uma continuidade dos cinco primeiros.

Ele menciona a guerra na Ucrânia e diz que será exigente e ambicioso.

"A guerra na Ucrânia está ai para lembrar que a França deve levar sua voz e a clareza de suas escolhas e reconstruir sua força em todos os domínios, e nós faremos isso", completou o presidente.

Menos de 15 minutos depois da divulgação do resultado, a candidata rival de Macron, Le Pen, reconheceu a derrota e afirmou que a projeção ainda é uma vitória para o seu movimento político. 

Mudança de perspectiva 

Desde o primeiro mandato de Macron, até o ano de 2022 (cinco anos depois), protestos socias tiveram destaque, uma pandemia global manteve as pessoas em lockdown e a invasão da Rússia contra a Ucrânia impactou todo o continente europeu.

A guerra, que já durou 2 meses, marcou a campanha eleitoral, apesar de que a preocupação central dos franceses seja o seu poder de compra, a partir dos elevados preços dos alimentos e da energia.

Foto em destaque: Macron vence eleição na França e direciona o país a se tornar uma "nação ecológica". (Thomas Coex/ AFP)

Mais Lidas