Notícias

Empresas aéreas dos EUA cancelam voos por conta da falta de funcionários

28 Jun 2022 - 11h15 | Atulizado em 28 Jun 2022 - 11h15
Empresas aéreas dos EUA cancelam voos por conta da falta de funcionários

De acordo com a Reuters, os voos das companhias aéreas dos Estados Unidos tiveram o cancelamento de quase 700 voos somente nesta segunda-feira (27). O número de cancelamentos registrados no site Flightaware.com logo pela manhã desta segunda era de 669 voos. Os EUA enfrentam desde o início do ano conflitos nos cancelamentos devido à falta de funcionários para acompanhar a alta das demandas aéreas.

Ainda no começo do ano, empresas aéreas cancelaram dezenas de voos no mundo todo por conta da alta dos casos de Covid-19 e do novo vírus da gripe H2N3. Somente no Brasil, quase mil voos foram suspensos em janeiro. A não obrigatoriedade do teste de Covid-19 negativo para viagens ao território americano colaborou para o aumento de voos, porém, no EUA o conglomerado aéreo sofre o impacto da falta de mão de obra, que vão de pilotos a tripulantes.


Fila de passegeiros em aeroporto de Boston London. (Foto: Reprodução/Brian Snyder)


A alta no número de viagens mesmo em meio à pandemia, se tornou um fator problemático às empresas aéreas, já que muitas delas tiveram perdas em massa de funcionários na contramão devido a Covid-19.  As falhas recentes nos aeroportos da Europa, ocorreram por não haver funcionários suficientes. Alguns dos trabalhadores escolheram por preferência trabalhos que fossem mais flexíveis, e grande parte dos funcionários foram demitidos por conta da pandemia.

A maior agência de transporte dos Estados Unidos, a FAA (Federal Aviation Administration) também passa por carência de funcionários. Na semana anterior a FAA concordou com um pedido da United para diminuir os voos no aeroporto de Newark. A alegação do pedido seria por dificuldades no controle de tráfego aéreo e obras do próprio aeroporto.

Grandes empresas aéreas como Republic Airlines, United Airlines e a nomeada melhor Companhia Aérea  do ano em 2021, pelo The Wall Street Journal, a Delta Air Lines, tiveram 100 de seus voos cancelados. Segundo a Forbes, a American Airlines teve 51 cancelamentos na manhã de segunda-feira. Ainda segundo a Forbes, as companhias não responderam sobre o pedido de comentário.

Foto Destaque: Aeronave da Companhia Delta Air Lines em vôo. Reprodução/Panrotas