Saúde e Bem Estar

Endometriose: O drama diário de mulheres por um diagnóstico

22 Jul 2022 - 10h23 | Atulizado em 22 Jul 2022 - 10h23
Endometriose: O drama diário de mulheres por um diagnóstico

Mulheres ao redor do mundo sofrem diariamente até chegar ao diagnóstico de Endometriose. A dificuldade ocorre muitas vezes pelo desconhecimento sobre doença e falhas médicas. 

A Endometriose é uma afecção inflamatória promovida por células do endométrio que, em vez de serem expelidas, migram no sentido oposto e caem nos ovários ou na cavidade abdominal. 


Ilustração de desconforto na área do Útero (Foto: Reprodução/Getty Images/iStockphoto)


Essa doença também é conhecida por sua camuflagem, muitas vezes pode ser assintomática. Por conta disso, alguns sintomas merecem desconfiança quando apresentados:

• Cólica Menstrual intensa. A endometriose é responsável pelo aumento de intensidade e pode incapacitar mulheres de viverem normalmente;

• Dispareunia, ou seja, dor durante ou após as relações sexuais;

• Dor e sangramento intestinais e urinários durante a menstruação;

• Infertilidade.

Recentemente a cantora Anitta desabafou em suas redes sociais sobre o assunto e revelou sofrer de endometriose. A cantora chega a falar que sofreu durante anos, realizou vários exames e nada passava seu sofrimento.


Cantora Anitta em seu Instagram (Foto: Reprodução/Instagram)


“Eles diziam que a higiene era muito importante. O uso de preservativo. Urinar após a relação. Beber muita água. E outras coisinhas que eu nos meus 9 anos de sofrimento já estava cansada de escutar.” disse Anitta sobre suas idas ao médico. 

E completou: “Acreditem. A dor é tão ruim que você quer fazer de TUDO pra que isso passe. Então obviamente nesses meus 9 anos de luta eu passei foi por gente me dizendo as mesmas coisas... e nada de resolver.”

Após anos de luta sem saber o que fazer, finalmente o diagnóstico de endometriose veio após uma ressonância. Anitta terá que passar por uma cirurgia mas só pensa em se livrar desse sofrimento. 

É muito importante discutir sobre o assunto que importuna várias mulheres diariamente. Para se ter um diagnóstico é preciso fazer uma série de exames e estar indo regularmente ao ginecologista. 

Se apresentar algum dos sintomas, o exame ginecológico clínico é o primeiro passo para o diagnóstico, que pode ter confirmação pelos seguintes exames laboratoriais e de imagem: visualização das lesões por laparoscopia, ultrassom endovaginal, ressonância magnética e um exame de sangue denominado marcador tumoral CA-125, que se altera nos casos mais avançados da doença. O diagnóstico de certeza, porém, depende de uma biópsia.

Todo cuidado e observação é pouco, assim que os sintomas aparecerem ou se desconfiar de que algo não está normal, precisa ir imediatamente ao ginecologista. Saúde da mulher é algo pouco discutido ou até mesmo não levado à sério, isso precisa mudar. 

 

Foto Destaque: Reprodução/iStock